Home / Beleza / Cabelos / O ‘milagre’ da multiplicação dos fios! Como fazer o cabelo crescer

Beleza

O ‘milagre’ da multiplicação dos fios! Como fazer o cabelo crescer

Isabella Villalba
por Isabella Villalba Publicado em 2 de julho de 2015
10 933 compartilhamentos

Dicas salva-vidas

Um a dois centímetros. Este é o comprimento que os cabelos normalmente crescem todos os meses, em uma velocidade determinada geneticamente. Se você está com a ~sensação~ de que está ficando careca, quer deixar o cabelo crescer para fazer um penteado especial ou recuperar os fios de um corte errado e quer descobrir como fazer o cabelo crescer, saiba que alguns fatores podem interferir na rapidez do aumento das madeixas, como:

- a interrupção do uso da pílula anticoncepcional ou da reposição hormonal;
- infecções e doenças acompanhadas por febre alta;
- traumas físicos e emocionais;
- o período pós-operatório;
- doenças da tireoide;
- deficiências nutricionais, principalmente de ferro, zinco e proteínas;
- excesso de vitaminas tomadas sem acompanhamento médico ou dietas muito restritivas (com ou sem medicamentos).

Será que este pode ser o seu caso? Investigue com o seu médico. Quando você for ao dermatologista, o tratamento começará com a correção dessas causas. Em caso de necessidade, medicamentos para serem aplicados diretamente no couro cabeludo entram em campo para que os cabelos voltem a crescer saudáveis e para que novos fios apareçam.

4 conselhos para o cabelo crescer mais rápido, sem precisar tomar remédio

Para estimular a produção de cabelos é preciso muito mais do que tomar remédios, usar xampus milagrosos ou até passar por sessões a laser. Tudo começa com o básico bem feito: lavar os cabelos direito. Já parou para pensar que nossa cabeleira está exposta a muitos produtos químicos diariamente? Na rotina básica de tratamento dos fios geralmente xampu e condicionador aparecem. Mas a brasileira também ama usar leave-in, reparador de pontas, sprays, mousses de fixação e protetor solar nos cabelos – soluções que nem sempre são enxaguadas corretamente. “O acúmulo de produtos, principalmente no couro cabeludo, pode comprometer a saúde de todo o fio. A oleosidade excessiva e os resíduos diminuem o crescimento”, alerta a dermatologista Valéria Campos, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Com o couro cabeludo limpo, faça uma massagem vigorosa por, no mínimo 5 minutos, nas áreas mais afetadas pela queda de cabelos para estimular os folículos capilares. “Para não cansar sugiro que faça sentada com os cotovelos apoiados. Lembre-se que você deve sentir a pele deslizando contra o osso do crânio!”, explica a médica.

Parece até pegadinha, mas os especialistas em saúde sempre batem nesta tecla: fazer exercícios é importantíssimo. Nesse caso, até para o cabelo crescer! “Dedicar 30 minutos do seu dia para uma atividade física, aeróbica ou localizada, além de mais meia horinha para algo que te dê prazer – como passear com o cachorro, fazer sexo, cochilar após o almoço ou fazer as unhas – contribui para aumentar a circulação periférica e liberar os hormônios do prazer, que potencializam o efeito de todos os tratamentos de beleza”, explica a dermatologista.

Já ouviu a expressão “de arrancar os cabelos”? Praticar atividades físicas também ajuda a mandar esse stress de arrepiar embora. Lembrando que o excesso pode provocar a queda (equilíbrio sempre!). Uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes e peixes, e pobre em açúcar também pode beneficiar a evolução dos fios.

​Retomando o passo a passo de como fazer o cabelo crescer mais rápido:

#1 Lave o cabelo direito para se livrar dos resíduos J;
#2 Faça uma massagem capilar por pelo menos 5 minutos, quando o couro cabeludo estiver limpo;
#3 Pratique atividades físicas para estimular uma produção hormonal equilibrada e mande o stress para o espaço;
#4 Alimente-se corretamente. Priorize proteínas, vitaminas e minerais, e tchau excesso de açúcar.

Medicamentos que estimulam o crescimento capilar

Gostaríamos de informar que os xampus que prometem crescimento milagroso contribuem, mas, na verdade: “Ajudam muito pouco. Acelerar o processo natural de crescimento capilar não é tarefa fácil. Para isso, além de um estilo de vida saudável, é preciso lançar mão de uma série de ativos que aumentam a circulação do bulbo capilar e o laser de baixa intensidade”, explica a dermatologista Valéria Campos.

“A recuperação e crescimento dos pelos vai ser percebida de forma gradativa. É importante lembrar que a queda ocorre rapidamente, mas o crescimento de um novo fio é demorado. Por isso, o resultado terapêutico a ser esperado é a volta da queda a um número de até 100 fios por dia”, afirma a médica. Pode até ser que demore um pouco, mas seja persistente, cara leitora!

Um dos possíveis tratamentos associa comprimidos, loção capilar e aplicações no couro cabeludo para melhorar o crescimento dos fios em cerca de dois meses. “São utilizados vários medicamentos, entre eles: a biotina, a finasterida, o minoxidil e o pantenol, indicados para qualquer tipo de queda de cabelo ou pessoa. Os resultados variam, mas, no mínimo, a queda de cabelo irá cessar”, garante a dermatologista.

A finasterida, por exemplo, recupera uma porcentagem de fios ainda viáveis, além de acabar com a perda. “A ideia é associar o uso de comprimidos diários por 2 anos ao minoxidil em loção capilar e a aplicações semanais ou quinzenais de finasterida, minoxidil e vitaminas direto no couro cabeludo”, explica. Após este período, a manutenção é feita com comprimidos com o finasterida duas ou três vezes por semana indefinidamente, mantendo a dose diária de minoxidil. Os efeitos colaterais, como irritação e alergia no local, devem ser avaliados junto ao médico.

Antes de aplicar os remédios, para aproveitar ao máximo os benefícios dos princípios ativos, aposte em uma boa limpeza para recuperar e preparar o couro cabeludo. Depois de utilizar a loção com minoxidil ou outra loção prescrita pelo médico, uma massagem capilar ajuda a potencializar os efeitos do tratamento.

Laser: solução para a queda de cabelo recente

“Inicialmente a queda de cabelo se manifesta como afinamento dos cabelos, e é nesse momento que o laser tem seu melhor efeito, pois essa técnica não devolve os cabelos que já caíram há muito tempo”, alerta a médica. Uma opção é a chamada bioestimulação – uso de pequenas doses de laser de baixa intensidade, para incentivar o crescimento dos pelos que começaram a cair há pouco tempo. Esse tipo de tratamento está disponível em equipamentos para uso doméstico.

Já os lasers fracionados com drug delivery são equipamentos que promovem a formação de um tecido novo, estimulam a circulação local e, por consequência, favorecem a melhoria dos folículos pilosos, não apenas prevenindo a queda, como também engrossando os fios mais finos. “O laser facilita a absorção de determinados medicamentos que são aplicados após o procedimento ou drug delivery”, explica a dermatologista.

Os resultados são visíveis após um mês, quando a queda de cabelo diminui. A partir do segundo mês, novos cabelos aparecem. O engrossamento dos fios é mais notável a partir do terceiro mês. As sessões consistem na aplicação direta do laser no couro cabeludo, com intervalos quinzenais. “Depende do caso, mas geralmente são indicadas 12 sessões. Após esse período, se necessária, a manutenção passa a ser mensal. Em alguns casos prescrevo um capacete de laser para uso doméstico”, conta.

Transplante ou implante capilar

A queda de cabelo acontece com a miniaturização dos folículos pilosos, ou seja, quando as estruturas responsáveis pela produção dos pelos começam a produzir fios cada vez mais finos. “Quando esses folículos desaparecem, apenas o transplante pode resolver”, explica a dermatologista. O transplante ou implante capilar é um tratamento cirúrgico, que exige todos os cuidados pré e pós-operatórios, além de ser feito exclusivamente por médicos especializados na prática.

O transplante capilar vem sendo cada vez mais aperfeiçoado, o que hoje confere um aspecto cada vez mais natural, mas ainda não consegue reproduzir à imagem e semelhança o look de um couro cabeludo “de verdade”. Esta solução, mais cara do que os tratamentos clínicos, também exige que o paciente tenha área doadora no próprio couro cabeludo para que possa funcionar.

Estamos aqui na torcida para que estas informações lhe ajudem, cara leitora.

Ainda não acabou!

Continue com a gente!

Missão: acabar com a celulite
Como acabar com as espinhas em 7 passos
Cuidados importantes com o couro cabeludo
O calendário de beleza do seu cabelo ​

tãofeminino ♥ Pinterest

por Isabella Villalba 10 933 compartilhamentos

você também vai <3: