Home / Beleza / Unhas / Eco-manicure: conheça os esmaltes naturais e orgânicos

© Thinkstock
Beleza

Eco-manicure: conheça os esmaltes naturais e orgânicos

Fernanda Guimarães
by Fernanda Guimarães Published on 14 de fevereiro de 2014
267 shares

Do sabonete até a maquiagem, muitos produtos da sua bancada de beleza podem conter substâncias nocivas à saúde - principalmente aqueles que você nunca chegou a questionar pela frequência de uso. E com os esmaltes, particularmente, você vai se assustar.

Foi apenas depois de ficar grávida que Kartika Luyet - ex-modelo brasileira e fundadora da Kure Bazaar, marca de esmaltes baseada em Paris -- começou a ter mais consciência do que colocava dentro do corpo. Entender a composição de alguns vidrinhos de esmalte foi o veredito: a ex-modelo preferiu abdicar do produto durante a gravidez e primeiros meses de vida do seu filho pela quantidade de agentes nocivos que a manicure rendia. Foi dessa preocupação, com a saúde e o meio ambiente, e da falta de esmaltes naturais e livres de tóxicos no mercado que surgiu a ideia para a Kure Baazar, que produz esmaltes toxic free, com 85% dos componentes da fórmula de origem orgânica.

A ida semanal ao salão para fazer as unhas pode estar cheia de agentes tóxicos, e personagens da estirpe do formol estão em muitos vidrinhos aparentemente inofensivos. Conversamos com Raíssa de Mello, proprietária do Cheers Nail Club, salão especializado no tratamento das unhas sobre os monstrinhos da manicure.

Quem são os agentes do mal dos esmaltes?

"A preocupação com os agentes químicos nos esmaltes começou no final dos anos 90. União Européia foi a primeira a ter uma regulamentação e a proibir o uso do DBP. A partir daí, foram surgindo em todo o mundo os esmaltes 3free, 4free, 5free e, finalmente, os esmaltes naturais e eco-friendly.", explica Raíssa de Mello.

- O "trio tóxico" : tolueno, formol e dibutil ftalato (DBP).
As duas primeiras substâncias constam na lista do IARC (International Agency for Research on Cancer), associada à Organização Mundial da Saúde, como produtos com alto potencial carcinogênico.

  • O DBP, usado para facilitar a aplicação do esmalte e impedir rachaduras é particularmente perigoso para as mulheres grávidas pois está associado a danos reprodutivos, além de seu uso em cosméticos ser proibido na União Europeia.
  • O tolueno, solvente industrial, é usado nas colas de esmaltes e pode ser responsável por enxaquecas, tontura, náusea, além de estar ligado a problemas neurológicos.
  • O formol -- famoso no Brasil por ter sido proibido nos alisamentos -- é usado nos esmaltes como endurecedor e conservador, e é conhecido pelo alto potencial carcinogênico

Fique de olho: existem algumas classificações não oficiais que deixam mais simples para o consumidor entender quais componentes foram tirados da fórmula:

  • 3free: não contém o trio tóxico (toleuno, formol, DBP)
  • 4free: estão livres do trio tóxico mais a resina de formaldeído (que pode causar dermatites)
  • 5free: não contêm o trio tóxico, resina de formaldeído e cânfora -- esta última famosa na aromaterapia pode ser tóxica em grandes quantidades.


Ainda que as empresas tirem de suas fórmulas o "trio tóxico" e outras substâncias e substituam-nos com outros componentes -- que muitas vezes podem ser tão ou mais nocivos que os anteriores -- a preocupação continua pois muitos esmaltes ainda contém acetato de etila, acetato de butila, nitrocelulose, acetona, e metais pesados.

Para quem é alérgica a esmaltes, Raíssa dá as dicas: "As alérgicas costumam poder usar os esmaltes naturais e 5free, mas é importante verificar qual alergia cada pessoa apresenta antes de comprar ou passar um esmalte. Além das alergias aos químicos existem alergias aos corantes que podem estar presentes nos esmaltes naturais ou não."

Ajude o planeta: seja natureba

Não só a Kure Bazaar veio para o mercado com a proposta natural, como a Pitri NYC, a Scotch Naturals e Zoya, todas internacionais. As matérias primas das fórmulas vem da "polpa de madeira, algodão, milho e batata", como explica Raíssa de Mello. A Pitri e Zoya têm certificado por serem 5free.

Produzir um esmalte sem nenhum componente tóxico requer uma tecnologia avançada, diferente da indústria tradicional -- fator que dificulta muito a produção e aumenta bastante os custos para o fabricante.

A americana Scotch Nails é uma das poucas marcas que produzem esmaltes à base de água, que são os mais "limpos" de todos. "É superseguro para usar, ecológico, vegano e seguro para crianças gestantes, lactantes, e pessoas com alergia aos outros esmaltes.", explicou a expert do Cheers Nail Club. "Por sua composição extremamente natural, sua fixação, brilho e espessura são diferentes dos esmaltes comuns."

​A Sparitual, marca de beauté com pegada natureba-moderna, além de vegan e livre dos top cinco tóxicos, usa apenas matérias primas naturais com certificação orgânica. "Seu vidrinho é feito 100% de vidro reutilizado com 50% de material reciclado. Não só vale a pena pela qualidade do produto, mas também por ser eco-responsável.", conta Raíssa.

Como reconhecer esmaltes "do mal"

  • Use o nariz: o cheiro forte do esmalte vem por causa dos ingredientes tóxicos. Se o odor for forte, caia fora!
  • ​Pesquise: procure saber quais são os esmaltes orgânicos ou menos nocivos disponíveis e seus componentes. Fique atenta mesmo aos que se autoproclamam livre de ingredientes tóxicos.
  • ​Se você quer muito usar uma cor específica, ou se não tiver nenhuma opção natural e 100% livre de tóxicos, opte pela marca com menos ingredientes prejudiciais à saúde.

Prós e Contras dos esmaltes naturais

Prós

  • Você ajuda a sua saúde ao evitar o contato com substâncias muito prejudiciais;
  • Incentiva a produção de cosméticos "limpos" e os fornecedores de matérias-primas ecologicamente corretas;
  • Ajuda o meio ambiente ao evitar produtos que geram resíduos prejudiciais à natureza.


Contras

  • Algumas marcas de esmaltes naturais e orgânicos, principalmente os à base de água, têm uma durabilidade e fixação menor;
  • São mais caros;
  • Ainda não existe nenhuma marca brasileira que produza esmaltes orgânicos ou com matérias-primas naturais (existem apenas algumas marcas tiraram os tóxicos de suas fórmulas como os da Granado)

Leia mais:

Unhas decoradas - as tendências de nail art para 2014
Banho uma vez por semana? Tendência cascão entre as celebs!
Atitudes sustentáveis: o que você pode começar a fazer hoje para mudar o planeta

by Fernanda Guimarães 267 shares

você também vai <3: