Home / Moda / Estilo / Coisas que você deve eliminar do guarda-roupa tipo JÁ!

© iStock
Moda

Coisas que você deve eliminar do guarda-roupa tipo JÁ!

por Ketlyn Araujo Publicado em 9 de junho de 2017
197 compartilhamentos

Praticando o desapego em 3,2,1!

Cansada da pilha de roupas que surge toda vez que as portas do seu armário se abrem? Vira e mexe você fica com a constante sensação de nunca ter nada para vestir? "Perdeu" aquela calça jeans incrível no meio da sua própria bagunça? Cara leitora, vamos conversar, pois talvez seja a hora de organizar, pra valer, o seu closet.

Loading...

via GIPHY

"Eu não tenho nada para vestir"

Pensando em uma vida mais sustentável, valorizando cada vez mais os armários tipo cápsula e, para que a missão-arrumação não se transforme em dor de cabeça, listamos quais tipos de peças são dignas de uma bela despedida - o que fazer com cada uma delas você aprende seguindo os ensinamentos do nosso diagrama do guarda-roupa, combinado?

1. Qualquer roupa que não sirva mais

Loading...

via GIPHY

"Malditas calças!"

Vamos começar pelo básico, ou seja, as peças que não servem em você e, no fundo, você sabe. A saia folgada que não se ajusta ao corpo nem com um cinto power, o vestido que te desperta a sensação de ter sido embalada a vácuo, a blusinha que deixa a barriga à mostra a cada vez que você levanta os braços e, claro, a calça comprada em dois tamanhos menores, na esperança de que você fosse emagrecer a qualquer custo. Para todos eles, leit it go!

Lição de casa: Se a teimosia na hora de doar as peças permanecer, faça um teste. Experimente usá-las, mesmo que para passear dentro de casa. Faça movimentos - como sentar em uma cadeira, abaixar, balançar os braços, cruzar as pernas - se a peça pinicou, incomodou ou custou para entrar em você, não precisamos dizer mais nada.

2. Peças que, com o passar do tempo, já não se encaixam no seu estilo pessoal

Loading...

via GIPHY

Aqui, o segredo é focar em duas pilhas diferentes na hora da arrumação: 1. As roupas que só estão no seu armário para ocupar espaço, já que seu estilo de hoje não tem absolutamente nada a ver com o de dez anos atrás e 2. As peças que você só comprou porque eram tendência, mas nunca conseguiu, de fato, ficar à vontade com elas – os famosos arrependimentos fashion.

3. Os presentes que você ganhou e nunca usou

Sejamos sinceras de uma vez por todas: ninguém vai fiscalizar seus looks do dia para saber se você gostou ou não daquele suéter terrível que sua tia te deu no natal – e você perdeu o prazo de troca. Ninguém vai, muito menos, promover uma patrulha do closet, a fim de provar que determinada roupa, que algum dia foi presente, continua lá dentro. Afinal, se os próprios responsáveis pelos presentes já estão habituados a te ver sem eles, por que ficar guardando?

4. Peças que atrapalham sua busca pelo amor-próprio - ou seja, aquelas que você não se sente bonita usando

Loading...

via GIPHY

Quando o assunto é amor-próprio, todas temos dias difíceis – afinal, abraçar as próprias imperfeições e amá-las, do jeitinho que são, também é um ato de empoderamento feminino. Mas vamos combinar que, se você tem total noção de que determinada roupa não te deixa à vontade com seu corpo, ou faz você passar o dia preocupada com a própria silhueta, é besteira mantê-la em casa. Conselho de amiga? Não há nada mais sexy do que ser você mesma, usar o que quiser e estar muito bem com isso.

5. Itens quebrados

Aquele vestido com um zíper que sempre emperra, o sapato com salto quebrado, o blazer com botões perdidos por aí. A menos que você os leve ainda nesta semana para reforma, as chances de você nunca mais usá-los são das maiores. E, novamente, por que você tem mantido tanta coisa dispensável mesmo?

6. Peças que a fazem lembrar de relacionamentos antigos

Loading...

via GIPHY

Algumas peças podem ser tão responsáveis por lembranças ruins quanto aquela foto com o(a) seu(sua) ex que te machucou no passado. Se, ao olhar para determinada roupa ela só trouxer memórias de relacionamentos que te fizeram sofrer, faça um favor a si mesma e desapegue de tudo. O mesmo vale para joias, acessórios em geral e para aquele moletom que ainda tem o perfume do dito cujo (ou da dita cuja), tá? Falando nisso, lembre-se de lavar todas as roupas que irão para doação antes de empacotá-las.

7. Sapatos que machucam

Você sabe do que estamos falando - o sapato que é tão lindo quanto ingrato. Por mais que essa seja uma das partes mais difíceis de mandar embora, vale prezar pelo conforto e poupar seus pés das bolhas e machucados em geral. Se a tarefa de eliminar da sapateira os calçados que machucam for difícil demais para você, experimente usá-los durante uma semana. Só não vá dizer que não avisamos.

8. Roupas que não combinam com absolutamente nada do que você tem

Loading...

via GIPHY

Se a peça em questão exige um look completo, que você não tem, talvez seja hora de repensar se vale a pena continuar com ela. O mesmo vale para as roupas novas que estão no seu armário há meses, mas você não tem ideia de como combiná-las. Evite gastos desnecessários, passeie pelas referências de moda do Pinterest e navegue por blogs e sites fashionistas em busca de uma solução para o tal item complexo. Se, mesmo assim, você ainda julgar necessário investir em sapatos, calças e jaquetas que farão par com a peça, desista – o esforço não compensa.

9. Roupas que você comprou e vestiu uma única vez - ou nunca teve vontade de usar

Caso existam peças que você não fez questão nenhuma de vestir durante os últimos 12 meses, admita que, talvez, elas já não sejam mais tão necessárias assim – Ok, você pode ter esquecido da existência de algumas delas - mas, na maioria das vezes, elas só estão fazendo hora dentro das gavetas. O mesmo vale para as roupitchas que foram compradas há séculos, mas continuam lá, intactas – nada de se culpar pelos gastos indevidos. Se preferir, negocie com brechós em vez de levá-las direto para doação.

Lição de casa: bateu a dúvida? Separe as peças citadas acima e tente incorporá-las em sua rotina ao longo do próximo mês. Continua não gostando de como elas ficam em você? Tchau!

10. Coisas que você nem gosta tanto assim, mas guardou porque custaram caro

Loading...

via GIPHY

Só porque existem itens caros no seu armário, não quer dizer que você seja obrigada a usá-los, viu? Não deixe que um precinho nada amigo desperte a famosa culpa por não gostar de usar a peça.

Lição de casa: Separe as peças caras que você não sabe se gosta tanto assim, e seja honesta com a situação. Você vai usá-las porque elas refletem seu estilo e dão personalidade aos seus looks? Ou você só as mantêm ali para compensar o dinheiro investido? Se a resposta for a última, pare de punir a si mesma, dê a elas um novo destino e siga em frente.

Mais ideias para renovar o closet? Vem com a gente!

Não acabou:

Conheça 3 marcas brasileiras de moda sustentável
Os 10 acessórios essenciais do seu closet
8 modas que homens odeiam - e os jeitos mais legais de usá-las
Underwear para mulheres livres: saiba mais sobre a Gioconda Clothing

Também estamos no Pinterest, sabia?

por Ketlyn Araujo 197 compartilhamentos

você também vai <3: