Home / Maternidade / Gravidez / Quer amamentar (ou já amamenta?) Bem-vinda ao Agosto Dourado!

© Ivette Ivens
Maternidade

Quer amamentar (ou já amamenta?) Bem-vinda ao Agosto Dourado!

por Redação taofeminino Publicado em 1 de agosto de 2017

Agosto é o mês em que se celebra mundialmente a SMAM, Semana Mundial do Aleitamento Materno, e em que se promove o aleitamento materno no Brasil com o Agosto Dourado. Mas, afinal, por que promover a amamentação? Por Juliana Couto

Agosto é o mês do aleitamento materno institucionalmente, por meio da Lei nº 13.435, de 12 de abril de 2017, com o objetivo de intensificar a conscientização e o esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno. Também acontece no mês de Agosto, anualmente, a Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM). Lançada pela WABA (Aliança Mundial para Ação em Amamentação), em 1992, com o objetivo de dar visibilidade a amamentação, incentivando todos os grupos do mundo a trabalhar o tema na prática e a colocá-lo na mídia para ampla divulgação.

Como em todo ano, a SMAM é celebrada entre os dias 1 e 7 de Agosto. Com o tema “Construindo Alianças: sem conflitos de interesses”, a proposta é fortalecer as políticas de aleitamento materno e alimentação infantil ​e parte do princípio a amamentação é um direito humano que deve ser garantido por todos, individualmente e coletivamente, em todos os níveis institucionais.

Diversas campanhas seguem nas redes sociais a fim de engajar mães que amamentam e popularizar o aleitamento materno e seus amplos benefícios. Entre as campanhas estão o #amamentenacidade, criado pela Lumos Cultural, e o #amamentacaosemitos do Matrice – Gupo Virtual de Amamentação. Por isso, o taofe, que reconhece a importância do aleitamento materno para bebês e crianças e compreende a necessidade de se popularizar o conhecimento (e as políticas) sobre amamentação, está preparado para falar do assunto. E você? Ainda na dúvida? Para amamentar sem neuras e se engajar no entendimento sobre a importância do aleitamento materno, você pode ler as matérias do taofe sobre amamentação. Veja abaixo!

10 dicas para você se preparar para a amamentação

Informação é a chave para se preparar para esse período pós-parto em que mãe e bebê estão se conhecendo. Entre as dicas: seu leite é suficiente, seu seio não precisa ser preparado, abrace a livre demanda e frequente grupos de apoio à amamentação.

Amamentação: passe dos desafiadores 30 primeiros dias

A dor no seio vai passar. Mas é preciso paciência e disposição para compreender que amamentar exige entrega e exige que seu corpo se acostume. Com o tempo, seu seio ficará calejado de tanto amamentar e a dor vai passar. De primeira, você vai ter que aprender sobre pega, posições para amamentar e terá muito sono enquanto começa a conhecer seu filho e a se descobrir mãe.

Como amamentar exclusivamente até os seis meses de vida do bebê

Loading...

via GIPHY

O leite da mãe, espécie-específico, contém todos os nutrientes necessários e na quantidade que aquele bebê precisa. Até os seis meses de vida, o bebê amamentado não necessita de chá, água ou qualquer outro tipo de alimento. A partir dos seis meses se dá início à introdução alimentar (IA). Além disso, a partir do sexto mês o bebê já passou pela maturação fisiológica da função gastrointestinal e renal, o que é essencial para uma digestão, absorção e metabolização dos alimentos adequada em paralelo com o aleitamento materno, que deve seguir sob livre demanda.

Sete mitos para deixar de lado e amamentar com tranquilidade

Seio pequeno tem pouco leite, peito murcho tem pouco leite, anote os horários das mamadas, dê leite artificial porque o bebê só quer mamar: mitos da amamentação. Quer saber mais? Desconstrua-os e coloque os peitos para fora (sem paninho, por favor).

Quer amamentar? Você pode, inclusive com prótese de silicone e mamoplastia redutora

Prótese de silicone é submuscular e não impede a amamentação. Mamoplastia pode interferir por causa de ductos mamários que podem ser retirados. Ainda assim, é possível amamentar. Informação é a palavra-chave – e a rede de apoio é muito bem-vinda.

Loading...

via GIPHY

Como (e por que) estocar leite materno para a volta ao trabalho

Terminados os 120 dias da licença e os 30 dias de férias, você precisa voltar ao trabalho. Se você amamenta e quer continuar amamentando exclusivamente até o sexto mês de vida – e mais: se você quer seguir com o aleitamento materno prolongado, você vai precisar ter um estoque de leite materno. Prepare a pipoca, a Netflix, ligue a bomba (ou prepare os seus dedos), porque você vai aprender passo a passo como armazenar o leite materno do seu filho.

Grávidas podem amamentar filho mais velho sem riscos

A família está aumentando e você ainda amamenta? Sem neuras ou causos populares: a amamentação durante uma nova gravidez não interfere no desenvolvimento do novo bebê. E não, não causa aborto.

Amamentação em tandem: amamentar dois filhos ao mesmo tempo é possível

Loading...

via GIPHY

Com origem no latim, a palavra tandem é utilizada para designar uma bicicleta usada por duas pessoas simultaneamente, que pedalam rumo a um destino comum de forma rápida (ecológica e barata). O que isso tem a ver com amamentação? Tudo. A amamentação é essencial em termos nutricionais para o bebê. Nenhum outro alimento dá os mesmos nutrientes que o leite materno fornece, ainda que em níveis distintos.

Como acontece o desmame natural

Segundo diversas teorias de aleitamento mundial, as crianças desmamam naturalmente por volta dos dois anos e seis meses de idade (o desmame natural pode se estender até os sete anos de idade, sem qualquer prejuízo cognitivo ou alimentar para a criança). Se, com todos os sinais, a criança está feliz, o desmame está se desenvolvendo. Ainda que assuste a mãe, ela e a criança vão, durante esse processo, descobrir novas formas de se relacionar e estreitar o vínculo, já tão solidificado. Entre as vantagens do desmame natural, além de gerar menos estresse para a mãe e para a criança, é importante pensar que as necessidades da criança foram respeitadas.

Cárie em bebês: a culpa não é da amamentação

Leite materno não dá cárie. A responsabilidade não será do leite materno, probiótico e rico em anticorpos, mas de outros fatores que propiciam o desenvolvimento de cárie em bebês tais como o uso de bicos artificiais, maus hábitos alimentares na primeira infância e má higiene bucal - e desinformação do profissional de saúde que está sugerindo recomendações sem embasamento atualizado.

Por que não dar leite artificial para seu bebê

Loading...

via GIPHY

Apenas 10% das brasileiras amamentam exclusivamente até os seis meses. O tempo médio de aleitamento exclusivo no Brasil é de 54 dias, ou seja, 59% dos bebês brasileiros tomam mamadeira antes de um ano. O leite artificial tem muito a ver com isso.

Por que não usar mamadeira e chupeta com seu filho

A mamadeira e a chupeta, tão altamente recomendadas pelo senso comum como facilitadores na criação de bebês e crianças, são mais prejudiciais do que práticos. A quem acredita que a mamadeira contribui para não deixar a criança “morrer de fome”, principalmente na madrugada, e que a chupeta acalma a criança, saiba que ambos, também chamados de bicos artificiais, causam diversos problemas de saúde para bebês e crianças.

Continue no taofeminino

Como promover o desfralde (gentil e consciente) do seu filho
Como fazer seu filho comer bem
Desmistificando os tabus do parto normal

taofeminino ♥ Pinterest

por Redação taofeminino

você também vai <3: