Home / Bem-Estar / Saúde / 18 razões para começar a praticar ioga já

© Reprodução
Bem-Estar

18 razões para começar a praticar ioga já

Fernanda Guimarães
by Fernanda Guimarães Published on 24 de setembro de 2014
392 shares

Respire fundo e ooom. A missão da repórter Fernanda Guimarães era descobrir por que o ioga tem ganhado cada vez mais adeptos. E, vejam vocês, também se apaixonou e agora bate cartão em um estúdio especializado na modalidade. Aqui, ela conta o que aprendeu e enumera motivos para você começar a praticar. Namastê!

Pode começar a praticar o Om - mantra mais importante do hinduísmo, mais conhecido pelo símbolo: ॐ. Apaixonar-se pelo ioga não vai ser difícil, dou minha palavra. Cética, alopata e um tanto avessa a terapias alternativas, posso dizer que sou uma "vítima" dos poderes do ioga depois de me encontrar buscando livros de nutrição ayurvédica e trocando anti-inflamatórios por óleos terapêuticos para tratar sinusites. Além de um exercício físico megacompleto, os benefícios do ioga vão muito além do tapetinho. Conversamos com Dany Gonçalves, professora da modalidade há mais de 14 anos e proprietária do estúdio recém-inaugurado Una Yoga, em São Paulo, para descobrir, afinal, o que é que o ioga tem.

Democrático

Quando a gente diz que todo mundo pode praticar ioga, é sério. Homens e mulheres, independente da idade ou do preparo físico. Você não precisa se transformar no Buda ou abrir mão de carne para se jogar nos asanas (como são chamadas as posturas, em sânscrito). Dany Gonçalves conta que "grande parte das pessoas pensa que para fazer ioga tem que ser alongado, concentrado e principalmente paciente, quando na verdade esses benefícios são exatamente o que a prática contínua do ioga vai desenvolver".

Mais ♥ com o seu corpo

Primeiro dia? A gente mal consegue encostar as mãos no chão nos alongamentos. Muita calma, yogini, que em pouco tempo você vai descobrir do que seu corpo é capaz. Aquelas posturas que pareciam possíveis apenas com mágica vão acontecer se você continuar treinando regularmente. Fazer uma ponte ou parada de mão nas primeiras aulas é garantia de distensões musculares e um ego bem ferido. Dê tempo para apreciar a evolução do seu corpo!

Bumbum na nuca

Abdômen, costas, pernas, glúteos, braços (ufa!). O ioga trabalha o corpo todo e ainda ajuda a fortalecer a coluna e aumenta a flexibilidade. Uma aula mais vigorosa rende várias gotinhas de suor e aquela dorzinha muscular da conquista no dia seguinte. Então quer dizer que com algumas aulas seu corpo vai ficar sarado à la Madonna? Difícil, mas não impossível! Tudo depende do seu preparo físico, dedicação e outros hábitos. Tem que ter paciência, ok?

Zen

Falando em paciência, esse é outro aspecto que o ioga deixa beeem definido. Mentalizar a posição em sua forma perfeita, manter o foco na sua execução e trancar as preocupações da rotina numa gavetinha enquanto está em aula pode ser bem mais complicado do que colocar o pé sobre a cabeça. E quando você percebe que valeu a espera vai começar a levar a paciência e concentração para casa, para o trabalho... E o negócio funciona: "Um aluno já deixou de fazer uma cirurgia de hérnia de disco após um ano de yoga, duas vezes por semana com foco nessa questão", conta Dany.

Detox mental

Corpinho sarado? Check. Mente tranquila? Check. Além de ser um exercício físico mara, o ioga faz um belo detox mental. Os exercícios de respiração (pranayama) ajudam a controlar os batimentos cardíacos e baixar a ansiedade; o relaxamento e a meditação pós prática fecham a torneira de preocupações do dia a dia e fazem uma faxina na cachola. "Por ser uma pratica de introspecção e respiração consciente e profunda, o ioga ameniza o estresse que é causado principalmente por um excesso da atividade mental" comenta Dany Gonçalves.

Na rua, na chuva, na fazenda...

No estúdio, sala de casa, parque, onde quer que você esteja, você pode desenrolar o tapete, cruzar as perninhas e se jogar. O material necessário? Seu corpo!

Baixo risco de lesões

Corrida, boxe e todos os esportes de impacto possuem grande risco de sobrecarregar articulações, distender músculos e acabar rendendo algumas sessões de fisioterapia ou em casos extremos, cirurgia. Ai! A base do ioga é trabalhar aos poucos a flexibilidade e tônus muscular, sempre dentro do seu limite. Os riscos de lesões com a prática gradual e moderada de ioga são bem menores.

Mantra para a vida

Uma vez no mat - tapetinho especial para a prática - você vai sentir vontade de levar esse clima "paz e amor" de uma aula de ioga para além do estúdio. " Minha vida mudou completamente através do yoga. Senti necessidade de mudar tudo a minha volta para sentir que estava em coerência com o que estava despertando dentro de mim. [um aluno] já deixou de fumar. Outro tomou a decisão de separar-se de uma relação difícil." confessa a professora. Coisa forte essa, hein? Mas nada de extremismos, já que o ioga " "não é religião, nem seita e muito menos fanatismo, é apenas um caminho que nos conduz para estados de alegria, felicidade, paz e contentamento...", afirma Dany.

Stress-free

Não é magia, é ciência: o ioga relaxa a cabeça e dá um chega para lá no estresse e ainda melhora a sua memória. Um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte colocou militares para praticar ioga por seis meses, duas vezes por semana. O resultado: mais ganho cognitivo, com uma melhora de 20% na memória a longo prazo e uma redução de 50% dos níveis de cortisol (o hormônio ligado ao estresse) na saliva dos praticantes.

Baby class

Gisele Bündchen praticou durante a gravidez, e Mila Kunis não largou do seu tapetinho enquanto esperava o primeiro filho com Ashton Kutcher. Mas não é só moda entre as barrigudas. Um estudo do Departamento de Psiquiatria da Universidade de Michigan comprovou que a prática de ioga diminui a depressão e mudanças de humor em gestantes e ainda ajuda na conexão afetiva das futuras mamães com os bebês. "As posturas de yoga para gestantes tem a função de abrir espaço para o bebe e aliviar as dores e desconfortos que surgem no corpo da mãe nesse processo poderoso de criação.", completa Dany Gonçalves.

Tédio?

Existem um menu extenso de tipos de ioga. Dá uma olhada em algumas opções que a Dany elencou:

  • Iyengar - a modalidade relativamente recente trabalha a permanência nas posturas, que são sempre as mesmas, porém sempre feitas de uma forma diferente. Força, flexibilidade e (muita) paciência são o alvo da prática.

  • Ashtanga Vinyasa é a prática de uma série fixa de posturas que são sincronizadas com a respiração e mostram que "a cada dia estamos diferentes e que nosso corpo supera limites e se desenvolve a cada vez que passamos pela mesma sequência uma e outra vez."

  • Vinyasa trabalha a fluidez entre as posturas, como o Ashtanga "mas as sequências são sempre diferentes, o que dá mais liberdade ao professor para trabalhar diferentes aspectos a cada aula."

  • Hatha Yoga é uma das técnicas mais antiga de ioga, que compõe os movimentos e asanas mais básicos.

  • Hot Yoga - as aulas rolam em uma sala aquecida a mais ou menos 40 graus e torra gordurinhas. "Essa é sem dúvida a modalidade campeã na queima de calorias e também muito desafiante, porque não é fácil permanecer mais de uma hora suando e se contorcendo para desintoxicar corpo e mente." afirma Dany

Tchau, ruguinhas!

Um estudo feito pela Universidade de Ohio concluiu que mulheres que praticam ioga regularmente tem níveis menores de interleucina 6 no organismo - proteína ligada ao envelhecimento e estresse, responsável por desencadear febre e outras reações inflamatórias em doenças como diabetes, depressão, Alzheimer e em pacientes em estágio terminal ou metastático de câncer. O estudo ainda mostrou que mesmo depois de uma situação de estresse, as mulheres que praticavam mais ioga também mantinham níveis de interleucina 6 menores.

Confie no seu taco

O desafio é equilibrar-se de cabeça para baixo ou até ficar sentada em posição de meditação sem se mexer por alguns minutos? Seu corpo pode estar pronto, mas a cabeça ainda precisa de um treino. "Muitas vezes eu olho para um corpo e sei que ele pode tranquilamente fazer essas posturas [mais difícies], mas existem medos e inseguranças que impedem que ela seja feita (...)" conta Dany. "Por isso yoga é terapêutico, porque trata-se de um processo de entrega e confiança em si mesmo!".

Escudo natural

Lembra que falamos que a prática regular de ioga diminui os níveis de cortisol, o hormônio do estresse? Um estudo conduzido em parceria com o Massachusetts General Hospital, o hospital-escola da escola de medicina de Harvard, aponta que baixos níveis de cortisol no corpo podem ser a razão por trás de um sistema imunológico mais eficiente. O hormônio pode "travar" o sistema imunológico já que tem o poder de diminuir a produção de glóbulos brancos - as células que compõe o escudo do organismo.

Sem dor, sem desculpas

Ficar horas se debruçando sobre o computador ou colada no telefone pode sobrecarregar a visão, músculos do trapézio e do pescoço. Mais um pouquinho de tensão diária e voilà: muito prazer, dor nas costas. Posturas em retroflexão como a ponte ajuda a alongar o peito e a parte frontal do corpo e aliviar esses sintomas. Um estudo realizado pelo Centro Nacional de Medicina Complementar e Alternativa dos Estados Unidos ainda provou que depois de 6 meses de Iyengar Yoga, 90 participantes com dores crônicas na lombar tiveram redução de estados depressivos, incapacidade e dor. Bom, né?

Because I'm happy...

Deitadona na sombra numa praia paradisíaca e tomando água de coco geladinha no canudo... Delícia, né? Pode apostar que nessa hora a serotonina, dopamina, GABA (ou ácido gama-aminobutírico) e outros neurotransmissores estão bombando no organismo e te deixando... feliz! Claro que felicidade não é apenas química, mas ele dá uma ajuda, vai... Uma pesquisa do hospital-escola da Universidade de Harvard provou que o ioga tem o poder de aumentar os níveis das substâncias que dão essa sensação gostosa, que são o alvo de muitos ansiolíticos, anti-depressivos.

Cabe no bolso

Nada de colocar sons da natureza para tocar e começar a fazer as posturas por contra própria sem nunca ter feito uma aulinha sequer. Animou e não vê a hora de desenrolar o mat? Procure um estúdio com professores certificados que vão orientar a sua prática para que você evolua no seu tempo, sem se machucar.

A grana tá curta? O Sesc oferece cursos de ioga por todo o Estado de São Paulo a preços bacanas. No Centros Esportivos espalhados pela capital as aulas são grátis para os moradores do bairro associados.

Entre quatro paredes...

Se um corpão bonito, rotina saudável e hum, pernas super flexíveis não derem um gás na libido e na sua vida sexual...a gente não sabe o que mais ajuda!

#Instayoga ॐ

© Reprodução/ Instagram

Continue o mantra...

by Fernanda Guimarães 392 shares

você também vai <3: