Intercâmbio em família: como planejar o seu

  

Larissa e Eneida, mãe e filha, fizeram um curso de francês em Paris, dividindo emoções e exercícios de gramática - Intercâmbio em família: como planejar o seu
Larissa e Eneida, mãe e filha, fizeram um curso de francês em Paris, dividindo emoções e exercícios de gramática
Há 20 anos ou mais, viajar não era tão simples como hoje. Fazer um intercâmbio, então, era para poucos no Brasil. Muito menos em família. Pois nos últimos dois anos, segundo a agência STB (Student Travel Bureau), houve um crescimento de 80% na busca pelo intercâmbio em família, uma bela sacada das agências de viagem especializadas. Você faria?

Em julho de 2010, Larissa, agora com 24 anos, e sua mãe Eneida, de 59, apostaram na ideia. Arrumaram as malas e partiram rumo a Paris para fazer um curso de francês de um mês. Juntas, na mesma sala, dividindo emoções e exercícios de gramática. “Foi engraçado, porque minha mãe passou a ser como uma irmã para mim, uma melhor amiga”, lembra Larissa. “Participávamos de todas as atividades da escola juntas. E eu ensinava bastante coisa a ela, pois já havia feito um intercâmbio no Canadá e tinha mais experiência.”

Segundo a gerente de cursos do STB, Marcia Mattos, a demanda por esse formato de intercâmbio começou há cinco anos. “Notamos, de um lado, os mais novos, com todo o acesso que têm à informação, pedindo cada vez mais cedo o intercâmbio. Do outro lado, os mais velhos estão em busca do aperfeiçoamento do idioma, ou de um upgrade na carreira, e já preocupados em investir na educação dos filhos. O resultado foi a combinação de gerações diferentes com interesses em comum”, explica.

Assim, a viagem de férias foge do tradicional e traz ainda mais conhecimento. Mesmo que o resultado possa ser inverso, caso os filhos estejam naquela famosa fase de descoberta da adolescência, em que a última coisa que desejam é dividir a maior parte do tempo com os pais. Um fato é que o curso abre as portas para o aprendizado do idioma e a interação com os locais, e pode facilitar a aproximação da família. Afinal, todos estão na mesma situação, às voltas com tarefas e colocando em prática nas ruas o que aprenderam em sala de aula.

“Se já era amiga da minha filha antes da viagem, agora somos muito mais próximas. Eu a conheço ainda melhor”, relata Eneida. “Pude vivenciar as experiências dela, misturando-as com as minhas e as dos outros jovens do intercâmbio. Com eles me sentia mais nova, afinal os jovens geralmente são alegres e leves, têm uma energia muito boa.”

Mãe e filha gostaram tanto da experiência que repetiram a dose em 2012, quando partiram a Londres para um curso de inglês de um mês. Dessa vez, estudaram em salas separadas, já que Larissa tem um nível avançado e Eneida era iniciante. Qual será a próxima aventura da dupla?

E a sua? Se gostou da ideia do intercâmbio em família, confira a seguir algumas dicas para programar sua viagem!
 




Ana Ferrareze

 
  

Vídeo: Agilize seu dia a dia e deixe os lanches da semana prontos

  • Agilize seu dia a dia e deixe os lanches da semana prontos
  • DIY: Uma ótima ideia de presente para você mesma customizar

Publicado pela redação Lifestyle
em 06/09/2013
Dê uma nota para esta página: 

Leia também
Jeitos geniais de usar tapetes mesmo nos menores espaçosCristais de cura para todos os signos do zodíaco✩
Madrinhas de casamento, apostem nos vestidos estampados!Boogie Oogie: fotos da nova novela das seis
Últimas notícias 12/12/2017
Guias práticos
Vídeos
Tomate recheado: prático e saboroso. Vem cá aprender!
Todos os guias Lifestyle
Um ato de solidariedade: veja o que essa garotinha fez
Todos os vídeos de Lifestyle
 

Fique por dentro

...Assine nossa newsletter
Receba as últimas notícias de taofeminino.com.br por e-mail
  OK
Confira nossa página no…