Home / Lifestyle / Sociedade / Cais do Valongo, no Rio, é declarado Patrimônio Mundial da Unesco

© Reprodução
Lifestyle

Cais do Valongo, no Rio, é declarado Patrimônio Mundial da Unesco

by Redação taofeminino Published on 14 de julho de 2017

Símbolo de um passado que não se pode esquecer, o lugar foi o principal porto de entrada de escravos africanos da América Latina. Por Mirela Mazzola

O mais completo local de memória da escravidão de que se tem notícia, segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), acaba de ser declarado Patrimônio Cultural da Unesco. Trata-se do Sítio Arqueológico Cais do Valongo, ruínas do maior porto de entrada de escravos da América Latina, no Rio de Janeiro.

Construído em 1811, a antigo cais foi ponto de desembarque de 1 milhão de negros escravizados entre os séculos 18 e 19, estimam historiadores. Isso representa cerca de 60% dos escravos que chegaram ao Brasil, o que leva a crer que o Cais do Valongo foi o maior porto escravagista da História.

Ao ser declarado Patrimônio Cultural, em 9 de julho, o sítio arqueológico fica no mesmo rol de outros reconhecidos pela Unesco como locais de memória e sofrimento, como um memorial em Hiroshima, no Japão, e o Campo de Concentração de Auschwitz, na Polônia. No Brasil, o Cais do Valongo é o 21º sítio brasileiro inscrito na Lista do Patrimônio Mundial.

Ainda de acordo o Iphan, "o Sítio Arqueológico do Cais do Valongo, íntegro e autêntico, é o único exemplar conhecido até o momento que expressa de forma totalizante, a partir de seu excepcional contexto material e imaterial, a história da diáspora africana no Brasil e nas Américas." Depois de ser aterrado, local foi descoberto em 2011, durante escavações na Zona Portuária carioca.

Pequena África

O Cais do Valongo faz parte da região conhecida como "Pequena África", já que milhares de negros se instalaram ali depois de leis que restrigiam o tráfico de escravos e, finalmente, proibiram a escravidão. Hoje, a área corresponde principalmente aos bairros Gamboa e Saúde e teria sido, segundo historiadores, ponto importante de difusão e evolução do samba tal como conhecemos hoje. O Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana engloba ainda a Pedra do Sal, o Jardim do Valongo, o Largo do Depósito e o Instituto Pretos Novos, antigo cemitério onde eram enterrados os negros que não resistiam à travessia do Atlântico.

Cais do Valongo: onde fica e como visitar

Avenida Barão de Tefé, 91 (Saúde)
Rio de Janeiro, RJ

O Roteiros Geográficos do Rio, projeto da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e da Secretaria Municipal de Cultura, organiza passeios gratuitos a pé a locais de interesse histórico e cultural do Rio, acompanhados por um professor da universidade. O Cais Valongo, Lugar-Memória de Negro Sofrimento é um deles.

O aplicativo Museu do Ontem, da Agência Pública, revisita a área do Porto Maravilha, onde está o Cais do Valongo, buscando valorizar a história dos negros que desembarcaram e viveram ali.

Patrimônios Mundiais da Unesco no Brasil

Com o Cais do Valongo, o Brasil tem 21 sítios declarados Patrimônio Mundial da Unesco. Veja quais são eles:

Patrimônios Culturais

Cidade Histórica de Ouro Preto, MG (1980)
Centro Histórico de Olinda, PE (1982)
Missões Jesuíticas Guarani, Ruínas de São Miguel das Missões, RS e Argentina (1983)
Centro Histórico de Salvador, BA (1985)
Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas do Campo, MG (1985)
Plano Piloto de Brasília, DF (1987)
Parque Nacional Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato, PI (1991)
Centro Histórico de São Luís do Maranhão, MA (1997)
Centro Histórico de Diamantina, MG (1999)
Centro Histórico da Cidade de Goiás, GO (2001)
Praça de São Francisco, na cidade de São Cristóvão, SE (2010)
Rio de Janeiro, paisagens cariocas entre a montanha e o mar, RJ (2012)
Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, MG (​2016)
Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, RJ (2017)

Patrimônios Naturais

Parque Nacional de Iguaçu, em Foz do Iguaçu, PR e Argentina (1986)
Mata Atlântica - Reservas do Sudeste, SP e PR (1999)
Costa do Descobrimento - Reservas da Mata Atlântica, BA e ES (1999)
Complexo de Áreas Protegidas da Amazônia Central (2000)
Complexo de Áreas Protegidas do Pantanal, MT e MS (2000)
Áreas protegidas do Cerrado: Chapada dos Veadeiros e Parque Nacional das Emas, GO (2001)
Ilhas Atlânticas Brasileiras: Reservas de Fernando de Noronha (PE) e Atol das Rocas (RN) (2001)

Fica mais um pouco!

Veja também: Blorange, a nova cor de cabelo que está bombando nas redes

Blorange: 22 fotos para se apaixonar © Pinterest / karigobeli.com.br

Mais em Sociedade:

A ativista e ex-consulesa Alexandra Loras lança livro sobre o legado negro na ciência
Nyakim Gatwech, a 'Rainha da Escuridão', usa seu Insta para celebrar a beleza da pele negra
Protagonizo é uma startup que ajuda a incluir negros no mercado de trabalho

taofeminino ♥ Pinterest

by Redação taofeminino

você também vai <3: