Home / Lifestyle / Sociedade / Transexuais que redefiniram o conceito de gênero

© Getty Images
Lifestyle

Transexuais que redefiniram o conceito de gênero

by Isabela Borrelli Published on 11 de junho de 2015

Elas mostraram que não importa como você nasça e sim ter coragem para lutar pelo que você é

Já imaginou morar em um lugar que você sabe ser errado? Obviamente, não dá para simplificar o que é ser um transexual apenas com essa metáfora, até porque não só não é fácil mudar esse “lugar errado”, que no caso é o seu corpo, como também não é fácil enfrentar o preconceito da sociedade. Mesmo assim, transexuais no mundo inteiro lutam diariamente para serem reconhecidos pelo gênero a que pertencem. Como exemplo disso, nós listamos 7 casos de trans famosos que não deixaram o preconceito falar mais alto.

Caitlyn Jenner

Aos 65 anos de idade, Caitlyn Jenner disse adeus a Bruce e olá para o mundo na capa da Vanity Fair de junho de 2015. Conhecida por ter ganhado a medalha de ouro em atletismo na Olimpíada de 1976, ela também participou do reality show Keeping Up with The Kardashians. A ex-atleta estreará um documentário em formato de série chamado I Am Cait, em que pretende mostrar o seu dia a dia depois da transformação.

Laverne Cox

Mais conhecida pelo papel na série Orange Is The New Black como Sophia Burset, Laverne é também uma ativista dos direitos LGBT. Ela foi a primeira pessoa assumida como transgênero a ser indicada ao Emmy e em 2015 foi nomeada uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista Times.

Roberta Close

Roberta ficou conhecida em 1984 depois de ser vedete do carnaval carioca. O sucesso veio em seguida e a também atriz foi a primeira transexual a ser capa da revista Playboy. Ela também foi capa das revistas Ele & Ela, Manchete, Sexy, Amiga, Contigo e Close. No entanto, somente em 2005 Roberta conseguiu o direito de mudar o nome de Luís Roberto Gambine Moreira para Roberta Gambine Moreira.

Lea T

A modelo brasileira Lea T ficou conhecida depois de estrelar em uma campanha da Givenchy, em 2010. Depois disso, ela apareceu em um ensaio fotográfico na Vogue Paris e também na capa da Love em companhia de Kate Moss. Mas ela não parou por aí: Lea foi convidada do Oprah Winfrey Show, fez uma campanha para a Benetton e em 2015 foi eleita pela Forbes uma das 12 mulheres que mudaram a moda italiana.

Andreja Pejic

Nascida na Bósnia com o nome de Andrej, Pejic entrou no mundo da moda antes de passar por qualquer transformação. A modelo já desfilou tanto para roupas masculinas quanto femininas para estilistas como Marc Jacobs e Jean-Paul Gaultier. Depois de passar por uma cirurgia de redesignação sexual, Andreja planeja fazer um filme para contar a sua trajetória como mulher trans.

Jenna Talackova

A modelo canadense foi candidata pela cidade de Vancouver a participar do Miss Universo Canadá, competição de beleza interna do país. No entanto, ela foi desclassificada do concurso com a alegação de que as competidoras deveriam ter “nascido mulheres”. Jenna não deixou barato e entrou na justiça, vencendo a causa e integrando o concurso.

Janet Mock

Atual editora do site da revista People, Janet tornou pública a sua transexualidade em 2011, em uma matéria para a Marie Claire. Além de ser uma ativista dos direitos transexuais, ela também está presente na internet defendendo a causa, inclusive, em 2012, Janet criou a #GirlsLikeUs para empoderar mulheres trans.

Mais inspirações para você:

Brinquedos inclusivos: conheça bonecas com necessidade especiais
Finalmente, Hollywood fez um filme sobre a luta feminina
Empoderamento feminino, 16 frases inspiradoras

by Isabela Borrelli