Home / Comportamento / Você / Coisas que só quem odeia fazer aniversário entende

Comportamento

Coisas que só quem odeia fazer aniversário entende

por Geovana Pereira Publicado em 29 de junho de 2016
86 compartilhamentos

Não estou dizendo que aniversários são chatos e desnecessários, mas... são

Não coloca a sua data de nascimento visível nas redes sociais? No dia do seu aniversário prefere nem sair da cama? Odeia as ligações desejando felicidade? Eu também. Não é mau humor, nós apenas enxergamos além dos balões coloridos. Com vocês, a realidade dos aniversários:

Nunca é em uma data boa

Se eu estivesse planejando ter um filho, faria de tudo para ele não nascer em uma data “ruim” (como no fim do ano, perto do aniversário de alguém da família, em feriados ou no dia das crianças). Eu, por exemplo, faço aniversário nas férias: meus amigos costumam estar viajando, ninguém nem lembra da minha existência e nada de presentes.Na infância, meu sonho era ter a sala toda cantando parabéns pra mim – hoje, essa ideia me apavora.

parabéns

Até que é legal quando temos menos de 12 anos, mas não muito

Depois do parabéns, alguém (não seja essa pessoa) sempre puxava a musiquinha “Com Quem Será”. O pior momento de todos, não gosto nem de lembrar. E a ovada? Essa mania estranha de jogar ovos no aniversariante se resume a uma melequeira fedorenta e sem propósito – até que é engraçado no começo, mas na hora de lavar é bem chato. Sua roupa preferida e seu cabelo ficam com cheiro de ovo por dez anos.

Parabéns pelo seu ano a menos de vida

O tempo passa e você está envelhecendo enquanto lê essa frase. E só percebemos que estamos ficando mais velhos no nosso aniversário? É como a vida te lembrando que você tem um ano a menos para fazer tudo que você quer fazer. Como alguém gosta disso?

Pressão, cobranças, constrangimento

A pressão é demais. Já que você está ficando mais velha tem que ficar mais responsável, agir com mais maturidade, parar de assistir desenhos e nem pense em pular na cama elástica a próxima vez que vir uma. Começam a aparecer as cobranças “ai,que saudade de quando eu tinha sua idade, aproveita porque é a melhor época da vida”, “e a faculdade?”, “você ainda mora com seus pais?”. E a famosa frase assustadora que suas tias sempre vão emendar em todas as conversas: “E OS NAMORADINHOS?”

Obrigada, tudo de bom para você também

Chato demais responder as felicitações por telefone, por mensagem ou pessoalmente. Ninguém usa a criatividade na hora de dar parabéns e são sempre as mesmas frases que aparecem na conversa. “Parabéns, tudo de bom” ainda é melhor que fotos cheias de brilho no mural do Facebook...

imagem-fofinha

24h de terror

Então, chegou seu dia! Você acha que vai aproveitar ao máximo, no estilo Curtindo a Vida Adoidado, mas não. Passa o dia todo atendendo ligações de parentes distantes, cheios de *silêncios constrangedores*, encarando abraços desnecessários com um sorriso congelado para não passar por antipática. O melhor a fazer é reclamar na internet, mas as mídias sociais estão cheias de notificações de... ué, quem são essas pessoas?

E se planejar uma festa? Ah, é tanta preocupação em fazer seus amigos se divertirem que você acaba nem comendo bolo.

parabéns

E daí que a terra deu mais uma volta em torno do sol?

Eu queria saber quem inventou essa história de aniversário. Por que a gente tem que comemorar anualmente a data do nosso nascimento? Gente, são muitas obrigações sociais dispensáveis. Vamos evoluir e encarar a idade que temos sem firulas. Não quero ser o centro das atenções, não é o meu dia – muitas pessoas nasceram no mesmo dia e eu ainda vou ter que ir trabalhar. E, sempre bom lembrar, não postem textões com fotos feias. Quando eu aceitei todas essas pessoas no Facebook?

Presentes vs Lembrancinhas

Sobre isso, tenho três coisas a dizer:

  • “Lembrancinhas” enchem de pó na estante. Não tem como fugir disso no aniversário – você agradece e se esforça muito para fingir que gostou.
  • Alô, alô, já estamos na era do vale-presente, parem de me dar roupas no tamanho errado ou com cores que eu não uso.
  • Quando você era criança pedia muito uma bicicleta e até corria o risco de ganhar uma. Hoje, sua mãe não vai te dar um carro mesmo que você implore. Acredite, eu já tentei.

Parabéns pra você, nesta data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida

Não é uma data querida, não adianta que eu não vou ficar feliz, muitos anos que eu vou viver ou que eu já vivi? Tá me chamando de velha?

O “Parabéns” só é legal na festa dos outros (porque cortam o bolo, óbvio). Não existe um manual de como o aniversariante tem que se comportar nesse momento. Deve-se cantar junto com os outros? Bater palmas? Ficar imóvel e sorrindo para as piadinhas que fazem com a letra da música? De qualquer jeito é desconfortável e ficamos torcendo para acabar logo.

Não gosto e ponto.

Não me venha dizer que é um dia especial, que preciso comemorar mais um ano com saúde e agradecer por estar viva. Você leu até aqui e ainda acredita nesse papinho?

curtindo-a-vida-adoidado

Esse texto foi escrito por @compergeovana e editado por @cicaarra

Continue lendo:

por Geovana Pereira 86 compartilhamentos

você também vai <3: