Home / Lifestyle / Cultura / Tudo o que você NÃO deve falar durante um jogo de futebol

© Thinkstock
Lifestyle

Tudo o que você NÃO deve falar durante um jogo de futebol

Fernanda Guimarães
by Fernanda Guimarães Published on 29 de abril de 2014

Você não precisa saber destrinchar o esquema tático 4-4-2 ou explicar jogadas ensaiadas. Mas as gafes a seguir são verdadeiras heresias futebolísticas! Para não levar um cartão vermelho social na hora dos jogos da Copa do Mundo no Brasil, damos a dica: evite fazer estes comentários em voz alta

Você já tirou as vuvuzelas - lembram do instrumento barulhento da Copa na África do Sul? - do armário e atualizou o guarda-roupa para não fazer feio como anfitriã do Mundial de Futebol. Só que quando a bola está em campo... A regra é clara: não é pecado não ter ideia do que é um impedimento. Alguns comentários inocentes, no entanto, podem revelar a sua noção zero sobre o esporte. E, cá entre nós, encher os outros de perguntas impertinentes durante o jogo é chato, né? Então, segure a língua quando algumas dessas pérolas passarem pela sua cabeça:

"Por que ninguém passa a bola para o cara de preto?"

Sim, ele corre atrás da bola como todos os outros jogadores, faz sinais, gesticula. Mas não, ele não quer participar do lance. O cara de preto é o árbitro.

"Como eles sabem de que lado está o gol certo?"

Ok, só uma pessoa que não entende nada de jogos em equipe poderia fazer essa pergunta. Será que precisamos explicar?

"Por que aquele jogador pode pegar a bola com a mão?"

Ele é o goleiro, o único jogador que pode pegar a bola com as mãos. Ele não usa luvas por causa do frio. E também não é truque de styling. É só uma proteção mesmo! Se essa pérola escapar sem querer, finja que você estava só brincando...(acredite, já deu certo com uma de nós).

"O de shorts azul está ganhando?"

Se você não ama futebol provavelmente não dá a mínima para quem ganha ou quem perde - talvez a sua atenção esteja mais voltada para aquele jogador gatinho. Geralmente, o placar fica fixo em cima da tela, com os nomes do times que estão em campo.

"Pedalar no campo? Como assim?"

A pedalada é um drible. Não, a aula de spinning é só depois da partida!

"Ué, cadê o Tafarel?"

Lembre-se de que Bebeto, Rivaldo, Romário e Tafarel são jogadores das antigas e já aposentaram as chuteiras. Não precisa decorar a escalação de 2014. Alguns nomes são óbvios, como Neymar e Júlio César.

"Que fofo! Eles deixam os jogadores levarem os filhos para o campo!"

Não, as crianças que entram em campo para o hino e o ritual pré-jogo não são os filhinhos ou sobrinhos dos jogadores (às vezes, podem até ser). Levar os pequeninos para o campo incentiva o esporte e deixa os torcedores-mirins mais próximos de seus ídolos.

"Nossa, que mancada. Foi pênalti, certeza!"

Qualquer queda não significa pênalti. A regra apenas se aplica quando um jogador comete falta dentro da área.

"E esse cara da torcida com a bandeira? Que tosco!"

Ele não é da torcida. O bandeirinha, como é chamado, é um auxiliar do árbitro e ajuda na marcação de escanteios, impedimentos e pênaltis, por exemplo.

"Por que só o Neymar tem essa chuteira?"

Cada jogador pode usar a chuteira que prefere (muitas vezes a "escolha" é pautada pelo patrocinador). E eles gostam de caprichar mesmo, com aquelas bem chamativas.

Quais são as maiores pérolas que você já ouviu durante um jogo de futebol? Conte tudo no Facebook e no Google +

by Fernanda Guimarães

você também vai <3: