Home / Comportamento / Carreira / Recomeçando: como dar a volta por cima depois de ser demitida

© iStock
Comportamento

Recomeçando: como dar a volta por cima depois de ser demitida

by Monique Garcia Published on 31 de julho de 2015

'Cause every little thing is gonna be alright... ;)

Ser demitida pode trazer à tona uma avalanche de sentimentos e questionamentos: vergonha e uma centena de dúvidas sobre suas habilidades e competências estão entre eles. Isso sem mencionar o medo do futuro, né? Perguntas do tipo “como irei pagar o aluguel?” e “o que meus pais dirão sobre isso?” provavelmente irão atordoá-la até que encontre algo novo. Mas vamos combinar que passar por isso não é o fim do mundo: há quem considere tal acontecimento uma benção disfarçada, embora um pouco dolorosa, digamos assim. Se você foi desligada da empresa por falta de motivação, por exemplo, é evidente que esse trabalho não era muito a sua cara, certo? A vantagem é que, agora, dá para procurar um novo lugar ao sol – leia-se: um job que realmente te satisfaça. Caso tenha sido dispensada devido a cortes no orçamento, não há motivos para se sentir mal: a culpa não é sua e, se costumava ser uma boa funcionária, certamente tentaram fazer tudo o que estava ao alcance para te manter na instituição. Não CRIEMOS PÂNICO, girl! Com as dicas espertas que listamos a seguir, você irá, aos poucos, superar essa fase e ter um retorno triunfal ao mercado:

1 – Não banque a “durona” – pode chorar, sim!

Os dois ou três dias que sucedem a demissão são os piores: tristeza e constrangimento definem a situação. Mas não tente resistir a esses sentimentos! Eles podem ficar ainda mais intensos e difíceis de superar. PERMITA-SE! Chore, coma pizza três vezes por dia, desabafe com os amigos. Passar por essa fase é importante para que depois consiga voltar com tudo à ativa.

2 - Mantenha a privacidade

Você vai a uma festa. Inevitavelmente, algum colega irá perguntar "como está" o seu trabalho e, imediatamente, seu rosto se encherá de lágrimas - afinal, você tem que dizer a ele o que aconteceu, certo? ERRADO. Depois de compartilhar a notícia com sua família e com os amigos mais próximos, não há a menor necessidade de sair falando por aí sobre a demissão para qualquer um. Recontar a história repetidas vezes só vai fazer com que a tristeza dê as caras novamente. Em vez disso, basta dizer: "Infelizmente, esse emprego não era o ideal para mim, então segui em frente". Sim, é claro, você foi OBRIGADA a seguir em frente, mas uma mentirinha assim não machuca ninguém, vai?

3 - Tire uma semana de folga

Lembra quando, da janela do escritório, você olhava para aquele dia ensolarado e desejava ardentemente estar curtindo cada minuto lá fora? Agora você pode fazer isso, baby! É fato: trabalhar em tempo integral nos afasta, de certa forma, dos nossos hobbies. Então, tire alguns dias para fazer tudo aquilo que mais ama: pintar, ler, escrever, ir a museus... Aproveite ao máximo! Depois disso, você certamente se sentirá revigorada e pronta para ir atrás de um novo emprego.

4 - Reflita sobre o ocorrido

Se, de alguma forma, ​suas atitudes colaboraram para sua demissão, aproveite seu tempo livre para refletir sobre o que pode ser aprimorado para que você seja uma melhor funcionária no futuro: vivia atrasada? Cometia muitos erros gramaticais em documentos importantes? Gastava a maior parte do expediente conversando com as amigas no Facebook? Liste todos os quesitos que deseja melhorar e, antes de começar em uma nova empresa, releia tudinho para não se esquecer! Também é superimportante criar novos hábitos (e acabar com os antigos que te prejudicavam) até mesmo ANTES de encontrar um novo emprego: mantenha sua mesa organizada, seja pontual em encontros com os amigos e sempre revise seu texto toda vez que for enviar e-mails, por exemplo.

5 - Nem todo dia é dia de pijama...

Ok, você já se presenteou com uma semana de folga. Agora, é hora de voltar à mesma rotina de quando você pegava no batente por oito horas diárias. Prolongar o sono até 11 da manhã e passar o resto do dia assistindo séries no Netflix irá destruir qualquer motivação para encontrar um trabalho o mais rápido possível.

6 - Networking é TUDO!

Antes de começar a caçar oportunidades pela internet, converse com seus amigos e familiares que atuam na mesma área que você. Nos tempos atuais, o QI (o famoso "quem indica") é sempre um ponto a favor do candidato durante o processo seletivo, já que as empresas gostam da ideia de entrevistar alguém cujo trabalho já é conhecido por determinado funcionário. Mesmo que não existam vagas abertas no momento, essas pessoas podem se lembrar de você quando pintar algo futuramente! Não se esqueça de deixar com eles uma cópia de seu currículo atualizado e, claro, continue a fazer bons relacionamentos interpessoais.

7 - Hora de DISPARAR o currículo por aí

Saia da cama, alimente-se bem, tome um bom banho e mãos à obra! Envie seu currículo apenas para vagas compatíveis com seus interesses e habilidades: quanto mais empresas receberem, maiores são as suas chances de ser convocada para uma entrevista. Veja como fazer o currículo perfeito em 10 passos.

8 - Cuidado com as mentirinhas...

Durante a entrevista, esteja preparada para o momento em que o recrutador perguntar sobre o motivo de desligamento da última empresa em que trabalhou (no caso, o local em que foi demitida). Se você foi a responsável por tal acontecimento e, de alguma forma, pensa em ocultar essa informação, alertamos: há grandes chances de ser pega em uma mentira. Isso porque alguns desses profissionais costumam "investigar" com os antigos empregadores o que ocasionou a rescisão do contrato. Caso descubram, a probabilidade de conquistar a vaga é bastante reduzida. Por isso, é melhor falar jogar limpo desde o começo. Aproveite a situação para enfatizar o quanto você aprendeu com seus erros e quer fazer diferente dessa vez.

9 - Pense positivo

Nos dias de hoje,​ encontrar um emprego não é tarefa fácil, a gente sabe. Pode demorar um tempinho, mas ora ou outra alguma oportunidade irá aparecer! Enquanto espera, mantenha sua mente saudável definindo metas que giram em torno de sua busca. Também vale apostar em aulas de ioga, reler um de seus livros prediletos, fazer cursos que ampliem suas habilidades... Se você encanar com o fato de que está levando muito tempo para voltar ao mercado de trabalho, ficará presa em um mar de pensamentos negativos que acabam com a motivação para continuar na luta.

10 - Encontrou seu dream job? Partiu festa!

WELL DONE, cara leitora! Já pode dar palmadinhas nas próprias costas pela missão cumprida. Se algum amigo ou familiar deu aquela ajudinha, não hesite em enviar um cartão de agradecimento. É hora de comemorar! Convide todos que te apoiaram durante essa fase ruim (e temporária! Viu só como passa?) e vá direto para o seu bar favorito, você merece! Só não se esqueça de, antes do primeiro dia de trabalho, ler nosso guia com 8 conselhos para você LACRAR na primeira semana do emprego novo, ok? Boa sorte!

Uma carreira brilhante é o que deseja? Podemos ajudar!

by Monique Garcia

você também vai <3:

por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino