Home / Lifestyle / Sociedade / Uber só para mulheres: conheça o Chariot for Women

© We Heart It
Lifestyle

Uber só para mulheres: conheça o Chariot for Women

by Alexandra Guida Published on 18 de abril de 2016

E o nome não podia ser mais apropriado. Conheçam o "Carruagem para mulheres"

Já imaginou um tipo de táxi (ou Uber) só para mulheres e dirigido por mulheres? Esse é o serviço do Chariot for Women (Carruagem para Mulheres), que aguarda aprovação para começar a funcionar nos Estados Unidos. Mas o um conceito que vale a pena contar.

Michael Pelletz, fundador do "Carruagem", é ex-motorista de Uber e diz que teve a ideia com uma situação chata com um passageiro. O homem era estranho e talvez até perigoso. Michael ficou preocupado sobre qual seria a reação de uma mulher (especialmente sua esposa, que estava considerando se tornar motorista de Uber também). "E se eu fosse uma mulher? Como lidaria com aquela situação, especialmente quando eu estava tão nervoso?", desabafou Michael.

E assim o Carruagem para Mulheres nasceu. Cada motorista será "investigada" antes de ser contratada. "É feito para ser seguro" diz Michael. Ao começar seus turnos, as condutoras devem responder uma pergunta de segurança para confirmar sua identidade. Quando pegar uma passageira, uma palavra de segurança vai aparecer nos telefones das duas e elas precisam ser confirmadas para o trajeto começar. Caso as palavras de segurança não sejam as mesmas para passageira e motorista, elas saberão que aquela não é a corrida certa.

Que apenas motoristas mulheres podem prestar o serviço nós já sabemos. Mas e as passageiras? Elas têm de ser exclusivamente mulheres, transexuais mulheres e crianças (não importante o gênero) de até 13 anos. A companhia também vai doar 2% de toda tarifa para duas instituições de caridade focadas nas mulheres. Bacana, não?

Mas tudo isso é mesmo necessário? Bom, parece que sim. Em março, uma investigação feita pelo Buzzfeed, lá nos Estados Unidos, revelou que mais de 6000 queixas de abuso sexual foram feitas no sistema interno de reclamações do Uber. Em fevereiro, um motorista de Uber do Michigan matou 6 pessoas em um tiroteio. Esses dados nos fazem, no mínimo, questionar a checagem de background usada pelo Uber.

A Chariot for Women está esperando ansiosamente pelo lançamento em Boston, mas já se deparou com alguns problemas legais porque só contratam mulheres. Nos Estados Unidos, as empresas precisam fornecer "oportunidades iguais" e nesse caso, há um problema de gênero que pode ser discriminatório e ilegal. Mesmo assim, mais de 1000 mulheres se candidataram para o emprego de motorista, de acordo com o USA Today.

Continue com a gente!

Meninas empoderadas na campanha da boneca Barbie! Você viu?
Jennifer Lawrence fez um artigo sobre o sexismo em Hollywood que você deveria ler
10 fatos que comprovam a desigualdade de direitos das mulheres

by Alexandra Guida

você também vai <3: