:

Home / Lifestyle / Cultura / 15 filmes dos últimos 5 anos que toda mulher deve assistir

Lifestyle

15 filmes dos últimos 5 anos que toda mulher deve assistir

Fernanda Guimarães
por Fernanda Guimarães Publicado em 27 de maio de 2015
1 196 compartilhamentos

Um "the best of" do cinema dos anos 2010

Pelo trabalho de uma superdiretora, pela atuação impecável de uma atriz ou pela história inspiradora de Mulheres com "M" maiúsculo, não importa: passamos o pente fino nos últimos 5 anos do cinema e pinçamos 15 filmes tem-que-ver para incluir na sua listinha de prioridades do Netflix, Popcorn Time ou seja lá qual for o serviço de streaming que você use. Desde thrillers psicológicos até contos de animação, tem para todos os gostos. Faltou algum? Lá nos comentários, você anota a sua sugestão e a gente inclui na lista, fechado?

1. Histórias cruzadas

A história: Emma Stone é Skeeter, uma jornalista iniciante que, com a ajuda das empregadas domésticas Aibileen (Viola Davis) e Minny (Octavia Spencer), quer expor o preconceito racial que a classe sofre diariamente no Mississipi, durante o movimento de direitos civis nos anos 60.

Por que assistir: É forte, emocionante, daqueles filmes que te faz refletir (e encher um balde de lágrimas).

2. Jogos Vorazes

A história: Num futuro distante, Panem (o que antes foi os Estados Unidos) é um país sob o domínio de uma rígida ditadura. No distrito mais pobre, mora Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence), a única provedora da sua família. Quando sua irmã mais nova é convocada para os Jogos Vorazes (um reality show macabro bancado pelo próprio governo, em que pares de jovens de cada distrito lutam até a morte), Katniss se oferece como voluntária para a arena de luta.

Por que assistir: além da coragem da personagem principal e a bela atuação de Jennifer Lawrence, estão boas metáforas sobre manipulação midiática e opressão. Não deixe que o fato de a série Jogos Vorazes ter se tornado fenômeno teen influencie seu julgamento.

3. Valente

A história: Merida foi criada para casar e, como sua mãe, um dia ser rainha. Mas a menina aventureira está mais interessada em cavalgar pelos bosques selvagens escoceses treinando arco e flecha do que em trocar alianças com um dos três filhos de um poderoso dono de terras.

Por que assistir: ​Ao invés da trajetória batida da garota que acaba se apaixonando por um de seus prometidos, o filme foca no relacionamento de Merida e sua mãe, valores familiares e claro, coragem. O cabelão cor de fogo e rebelde da heroína já é razão suficiente para se apaixonar por ela.

4. Cisne Negro

A história: Natalie Portman é uma frágil bailarina que lentamente perde a sanidade quando a sensual e confiante Lilly (Mila Kunis) entra para o corpo de baile.

Por que assistir: Uma viagem psicológica que mistura a delicadeza do balé com a agressividade da vida real nas coxias. Não espanta Portman ter levado o Oscar de melhor atriz pela interpretação de uma garota no limite de um colapso nervoso. Aflitivo, sexy, daqueles que você assiste sentada na ponta da cadeira.

5. Azul é a Cor Mais Quente

A história: a narrativa nos leva desde o fim do colegial até os primeiros anos da vida adulta de Adèle (Adèle Exarchopoulos), que descobre sua sexualidade e amor quando se apaixona por Emma (Léa Seydoux), uma artista plástica de cabelos azuis.

Por que assistir: a jornada de amadurecimento da protagonista parece simples e é por isso que é tão verdadeira. O filme foi aplaudido de pé pela crítica e rendeu a primeira Palma de Ouro "tripla" da história do Festival de Cannes, concedida não só ao diretor Abdellatif Kechiche, mas também às atrizes Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux.

6. Missão Madrinha de Casamento

A história: Annie (Kristin Wiig) perdeu o emprego, o dinheiro e o namorado e está vivendo o pior momento de sua vida. As coisas melhoram quando sua melhor amiga, Lillian (Maya Rudolph), anuncia que vai se casar e convida Annie para ser sua madrinha. Mas tudo vai por água abaixo quando a noiva apresenta a Annie sua nova amiga aparentemente perfeita, que vai fazer de tudo para roubar o título de madrinha de Annie.

Por que assistir: o filme não só é engraçadíssimo (estamos falando de Kristin Wiig e Melissa McCarthy, gente), mas mostra um lado perverso da amizade entre mulheres.

7. O Abismo Prateado

A história: Violeta (Alessandra Negrini) é dentista, casada há 14 anos com Djalma (Otto Jr.) e mãe de um adolescente. Sem saber das dúvidas do marido, ela recebe uma mensagem dele avisando que ele ia deixá-la e o filho para morar em outra cidade. Sozinha, Violeta perambula pelo Rio de Janeiro tentando decidir se luta pelo relacionamento ou não.

Por que assistir: bem emotivo, o filme é diferente pois não tem uma fórmula fixa, com começo, meio e fim. Baseado na canção "Olhos nos Olhos" de Chico Buarque, é mais uma história de uma mulher que redescobre o poder que tem para mudar a sua vida e fazer novas escolhas do que sobre o fim de um relacionamento.

8. Inverno da Alma

A história: Ree (Jennifer Lawrence) é uma adolescente que vai em busca do pai desaparecido para que ele se apresente em uma audiência judicial e a família não perca a casa onde vive. Como a única fonte de sustento para suas outras irmãs, Ree de repente é obrigada a crescer e, determinada a fazer o que for preciso para sobreviver, peita quem for necessário.

Por que assistir: antes de estourar com a saga Jogos Vorazes, Jennifer Lawrence, com então apenas 20 anos, já mostrou que interpretar mulheres fortes é com ela mesmo (cuidado, Meryl Streep) e foi indicada para o prêmio de melhor atriz no Oscar de 2011. FYI, ela esfola um esquilo em cena.

9. A Hora Mais Escura

A história: com o slogan "a história da maior caçada humana da história", o filme narra a trajetória de dez anos da inteligência americana na busca por Bin Laden, protagonizada por Maya (Jessica Chastain), uma agente da CIA.

Por que assistir: muito se falou sobre o time de operações que matou o terrorista e pouco sobre quem esteve por trás da caçada. A personagem de Maya é baseada em uma agente real, que não pode ter sua identidade revelada, mas teve um papel crucial na busca do homem mais procurado do mundo. E para colocar mais lenha nesse orgulho feminino, o filme foi dirigido por Kathryn Bigelow, a única mulher a levar um Oscar de direção para casa.

10. Para Sempre Alice

A história: Julianne Moore dá vida à Alice, uma professora universitária recém diagnosticada com Alzheimer que tenta aproveitar a vida com a família enquanto o medo das piores consequências da doença afeta seus relacionamentos.

Por que assistir: sim, você vai chorar mas não, Para Sempre Alice não vai acabar com seu dia. Muito pelo contrário, é emocionante na dose certa e conta um lado diferente da doença, em que a paciente precisa se aceitar. Uma história tocante das que te faz refletir sobre o quanto a vida é curta, sabe? Excelente atuação e – literalmente – digna de Oscar para a atriz Julianne Moore.

11. Gravidade

A história: Sandra Bullock é uma engenheira biomédica que sobrevive a uma chuva de meteoros em sua primeira viagem espacial. Se isso já não é o suficiente para te deixar fora da cadeira, vamos lá, tem mais: à deriva no espaço, ela reavalia sua vida enquanto vive medo, dúvida e pânico sem poder respirar muito para poupar sua reserva oxigênio.

Por que assistir: é fácil entrar no filme e ficar tão sem ar quanto a protagonista. Bônus: a fotografia e cenário são de assistir de joelhos.

12. Livre

A história: Depois de um divórcio (e muitas drogas), Cheryl (Reese Witherspoon) decide que para conseguir superar as dores do passado, ela precisa caminhar a Pacific Crest Trail, uma trilha que segue pela costa oeste americana, desde a fronteira com o México até os limites com o Canadá. A-pe-nas. Com uma mochila nas costas e zero experiência em trilhas, Cheryl encontra novas emoções, pessoas e muito tempo para repensar suas escolhas.

Por que assistir: a história é baseada em fatos reais, sobre uma mulher com uma trajetória de vida inspiradora. Vale ganhar duas horinhas assistindo só pela cena em que ela perde a bota de caminhada e pelo trabalho de Reese Witherspoon, que concorreu ao Oscar pelo papel.

13. Blue Jasmine

A história: Jasmine (Cate Blanchett) é uma nova-iorquina rica que se vê obrigada a se mudar para a casa de sua irmã em San Francisco depois de descobrir que seu marido está quebrado e foi acusado de fraude.

Por que assistir: neurótica como toda personagem de Woody Allen, a interpretação de Cate Blanchett na pele de uma esnobe que se recusa a viver com menos dinheiro é a joia do filme. Ah, sem falar nas revelações do final...

14. Não Me Abandone Jamais

A história: Cathy (Carey Mulligan) sempre foi apaixonada pelo seu melhor amigo de infância, Tommy (Andrew Garfield). Mas para a tristeza da primeira, Tommy namora Ruth (Keira Knightley). O triângulo amoroso rola em um internato recluso, com uma rotina um tanto bizarra, até Cathy descobrir que nenhum deles poderá viver além de seus 30 anos. A razão? Só assistindo para descobrir!

Por que assistir: Carey Mulligan, Andrew Garfield e Keira Knightley? Não Me Abandone Jamais chama atenção pelo trio-maravilha de atores britânico talentosos, e pela história de amor e inveja que floresce numa realidade meio sci-fi superinteressante.

15. Frances Ha

A história: Frances (Greta Gerwig) é uma aspirante bailarina profissional e professora de dança para crianças que se vê perdida quando a melhor amiga com quem dividia apartamento sai de casa para morar com o namorado.

Por que assistir: David Bowie, Paul McCartney, Rolling Stones... Sabe aqueles filmes que a gente acaba assistindo apenas pela trilha? Frances Ha não só satisfaz com as músicas escolhidas a dedo, mas vai te deixar com vontade de sair dançando por aí. Leve e engraçado, ele provoca uma reflexão mas não ao ponto de te deixar ansiosa. Muito pelo contrário, o filme deixa qualquer um feliz!

Quais desses você já viu? Contra para a gente aqui embaixo nos comentários!

Quer mais? Tem aqui!

por Fernanda Guimarães 1 196 compartilhamentos

você também vai <3: