Home / Lifestyle / Cultura / 15 filmes dos últimos 5 anos que toda mulher deve assistir

© Divulgação
Lifestyle

15 filmes dos últimos 5 anos que toda mulher deve assistir

Fernanda Guimarães
by Fernanda Guimarães Published on 27 de maio de 2015
6 995 shares
A-
A+

Um "the best of" do cinema dos anos 2010

Pelo trabalho de uma superdiretora, pela atuação impecável de uma atriz ou pela história inspiradora de Mulheres com "M" maiúsculo, não importa: passamos o pente fino nos últimos 5 anos do cinema e pinçamos 15 filmes tem-que-ver para incluir na sua listinha de prioridades do Netflix, Popcorn Time ou seja lá qual for o serviço de streaming que você use. Desde thrillers psicológicos até contos de animação, tem para todos os gostos. Faltou algum? Lá nos comentários, você anota a sua sugestão e a gente inclui na lista, fechado?

1. Histórias cruzadas

A história: Emma Stone é Skeeter, uma jornalista iniciante que, com a ajuda das empregadas domésticas Aibileen (Viola Davis) e Minny (Octavia Spencer), quer expor o preconceito racial que a classe sofre diariamente no Mississipi, durante o movimento de direitos civis nos anos 60.

Por que assistir: É forte, emocionante, daqueles filmes que te faz refletir (e encher um balde de lágrimas).

2. Jogos Vorazes

A história: Num futuro distante, Panem (o que antes foi os Estados Unidos) é um país sob o domínio de uma rígida ditadura. No distrito mais pobre, mora Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence), a única provedora da sua família. Quando sua irmã mais nova é convocada para os Jogos Vorazes (um reality show macabro bancado pelo próprio governo, em que pares de jovens de cada distrito lutam até a morte), Katniss se oferece como voluntária para a arena de luta.

Por que assistir: além da coragem da personagem principal e a bela atuação de Jennifer Lawrence, estão boas metáforas sobre manipulação midiática e opressão. Não deixe que o fato de a série Jogos Vorazes ter se tornado fenômeno teen influencie seu julgamento.

3. Valente

A história: Merida foi criada para casar e, como sua mãe, um dia ser rainha. Mas a menina aventureira está mais interessada em cavalgar pelos bosques selvagens escoceses treinando arco e flecha do que em trocar alianças com um dos três filhos de um poderoso dono de terras.

Por que assistir: ​Ao invés da trajetória batida da garota que acaba se apaixonando por um de seus prometidos, o filme foca no relacionamento de Merida e sua mãe, valores familiares e claro, coragem. O cabelão cor de fogo e rebelde da heroína já é razão suficiente para se apaixonar por ela.

4. Cisne Negro

A história: Natalie Portman é uma frágil bailarina que lentamente perde a sanidade quando a sensual e confiante Lilly (Mila Kunis) entra para o corpo de baile.

Por que assistir: Uma viagem psicológica que mistura a delicadeza do balé com a agressividade da vida real nas coxias. Não espanta Portman ter levado o Oscar de melhor atriz pela interpretação de uma garota no limite de um colapso nervoso. Aflitivo, sexy, daqueles que você assiste sentada na ponta da cadeira.

5. Azul é a Cor Mais Quente

A história: a narrativa nos leva desde o fim do colegial até os primeiros anos da vida adulta de Adèle (Adèle Exarchopoulos), que descobre sua sexualidade e amor quando se apaixona por Emma (Léa Seydoux), uma artista plástica de cabelos azuis.

Por que assistir: a jornada de amadurecimento da protagonista parece simples e é por isso que é tão verdadeira. O filme foi aplaudido de pé pela crítica e rendeu a primeira Palma de Ouro "tripla" da história do Festival de Cannes, concedida não só ao diretor Abdellatif Kechiche, mas também às atrizes Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux.

6. Missão Madrinha de Casamento

A história: Annie (Kristin Wiig) perdeu o emprego, o dinheiro e o namorado e está vivendo o pior momento de sua vida. As coisas melhoram quando sua melhor amiga, Lillian (Maya Rudolph), anuncia que vai se casar e convida Annie para ser sua madrinha. Mas tudo vai por água abaixo quando a noiva apresenta a Annie sua nova amiga aparentemente perfeita, que vai fazer de tudo para roubar o título de madrinha de Annie.

Por que assistir: o filme não só é engraçadíssimo (estamos falando de Kristin Wiig e Melissa McCarthy, gente), mas mostra um lado perverso da amizade entre mulheres.

7. O Abismo Prateado

A história: Violeta (Alessandra Negrini) é dentista, casada há 14 anos com Djalma (Otto Jr.) e mãe de um adolescente. Sem saber das dúvidas do marido, ela recebe uma mensagem dele avisando que ele ia deixá-la e o filho para morar em outra cidade. Sozinha, Violeta perambula pelo Rio de Janeiro tentando decidir se luta pelo relacionamento ou não.

Por que assistir: bem emotivo, o filme é diferente pois não tem uma fórmula fixa, com começo, meio e fim. Baseado na canção "Olhos nos Olhos" de Chico Buarque, é mais uma história de uma mulher que redescobre o poder que tem para mudar a sua vida e fazer novas escolhas do que sobre o fim de um relacionamento.

8. Inverno da Alma

A história: Ree (Jennifer Lawrence) é uma adolescente que vai em busca do pai desaparecido para que ele se apresente em uma audiência judicial e a família não perca a casa onde vive. Como a única fonte de sustento para suas outras irmãs, Ree de repente é obrigada a crescer e, determinada a fazer o que for preciso para sobreviver, peita quem for necessário.

Por que assistir: antes de estourar com a saga Jogos Vorazes, Jennifer Lawrence, com então apenas 20 anos, já mostrou que interpretar mulheres fortes é com ela mesmo (cuidado, Meryl Streep) e foi indicada para o prêmio de melhor atriz no Oscar de 2011. FYI, ela esfola um esquilo em cena.

9. A Hora Mais Escura

A história: com o slogan "a história da maior caçada humana da história", o filme narra a trajetória de dez anos da inteligência americana na busca por Bin Laden, protagonizada por Maya (Jessica Chastain), uma agente da CIA.

Por que assistir: muito se falou sobre o time de operações que matou o terrorista e pouco sobre quem esteve por trás da caçada. A personagem de Maya é baseada em uma agente real, que não pode ter sua identidade revelada, mas teve um papel crucial na busca do homem mais procurado do mundo. E para colocar mais lenha nesse orgulho feminino, o filme foi dirigido por Kathryn Bigelow, a única mulher a levar um Oscar de direção para casa.

10. Para Sempre Alice

A história: Julianne Moore dá vida à Alice, uma professora universitária recém diagnosticada com Alzheimer que tenta aproveitar a vida com a família enquanto o medo das piores consequências da doença afeta seus relacionamentos.

Por que assistir: sim, você vai chorar mas não, Para Sempre Alice não vai acabar com seu dia. Muito pelo contrário, é emocionante na dose certa e conta um lado diferente da doença, em que a paciente precisa se aceitar. Uma história tocante das que te faz refletir sobre o quanto a vida é curta, sabe? Excelente atuação e – literalmente – digna de Oscar para a atriz Julianne Moore.

11. Gravidade

A história: Sandra Bullock é uma engenheira biomédica que sobrevive a uma chuva de meteoros em sua primeira viagem espacial. Se isso já não é o suficiente para te deixar fora da cadeira, vamos lá, tem mais: à deriva no espaço, ela reavalia sua vida enquanto vive medo, dúvida e pânico sem poder respirar muito para poupar sua reserva oxigênio.

Por que assistir: é fácil entrar no filme e ficar tão sem ar quanto a protagonista. Bônus: a fotografia e cenário são de assistir de joelhos.

12. Livre

A história: Depois de um divórcio (e muitas drogas), Cheryl (Reese Witherspoon) decide que para conseguir superar as dores do passado, ela precisa caminhar a Pacific Crest Trail, uma trilha que segue pela costa oeste americana, desde a fronteira com o México até os limites com o Canadá. A-pe-nas. Com uma mochila nas costas e zero experiência em trilhas, Cheryl encontra novas emoções, pessoas e muito tempo para repensar suas escolhas.

Por que assistir: a história é baseada em fatos reais, sobre uma mulher com uma trajetória de vida inspiradora. Vale ganhar duas horinhas assistindo só pela cena em que ela perde a bota de caminhada e pelo trabalho de Reese Witherspoon, que concorreu ao Oscar pelo papel.

13. Blue Jasmine

A história: Jasmine (Cate Blanchett) é uma nova-iorquina rica que se vê obrigada a se mudar para a casa de sua irmã em San Francisco depois de descobrir que seu marido está quebrado e foi acusado de fraude.

Por que assistir: neurótica como toda personagem de Woody Allen, a interpretação de Cate Blanchett na pele de uma esnobe que se recusa a viver com menos dinheiro é a joia do filme. Ah, sem falar nas revelações do final...

14. Não Me Abandone Jamais

A história: Cathy (Carey Mulligan) sempre foi apaixonada pelo seu melhor amigo de infância, Tommy (Andrew Garfield). Mas para a tristeza da primeira, Tommy namora Ruth (Keira Knightley). O triângulo amoroso rola em um internato recluso, com uma rotina um tanto bizarra, até Cathy descobrir que nenhum deles poderá viver além de seus 30 anos. A razão? Só assistindo para descobrir!

Por que assistir: Carey Mulligan, Andrew Garfield e Keira Knightley? Não Me Abandone Jamais chama atenção pelo trio-maravilha de atores britânico talentosos, e pela história de amor e inveja que floresce numa realidade meio sci-fi superinteressante.

15. Frances Ha

A história: Frances (Greta Gerwig) é uma aspirante bailarina profissional e professora de dança para crianças que se vê perdida quando a melhor amiga com quem dividia apartamento sai de casa para morar com o namorado.

Por que assistir: David Bowie, Paul McCartney, Rolling Stones... Sabe aqueles filmes que a gente acaba assistindo apenas pela trilha? Frances Ha não só satisfaz com as músicas escolhidas a dedo, mas vai te deixar com vontade de sair dançando por aí. Leve e engraçado, ele provoca uma reflexão mas não ao ponto de te deixar ansiosa. Muito pelo contrário, o filme deixa qualquer um feliz!

Quais desses você já viu? Contra para a gente aqui embaixo nos comentários!

Quer mais? Tem aqui!

by Fernanda Guimarães 6 995 shares
Jouez et gagnez une eau de parfum La vie est Belle !
J'en profite !

você também vai <3: