Home / Moda / Acessórios / 5 truques para o salto alto não machucar os pés

© IStock
Moda

5 truques para o salto alto não machucar os pés

by Redação taofeminino Published on 10 de março de 2016

Ei, não vê a hora de descalçar os sapatos? Isso é pra você! Por Cláudia Capato e Alexandra Guida

Vamos encarar: temos um caso de amor com sapatos de salto alto. Mas também não queremos passar o dia com eles nos machucando. A menos que você seja uma espécie de super-heroína – que encara um scarpin Jimmy Choo como o calçado mais confortável do mundo –, um lindo par de saltos 12 pode não ser a companhia ideal para os seus pés por mais de três horas seguidas.

Alto lá, isso não significa que você precise abrir mão dos centímetros a mais. Dicas para facilitar a vida no quesito salto alto que não machuca, tratar aqui.

1. Antes de passar o cartão, certifique-se de que você aguenta o tranco, quer dizer, o salto

É obvio, mas não custa reforçar: não adianta levar um sapato lindo para casa se não for possível dar dois passos com ele. É apenas uma questão de tempo para os pés começarem a latejar. Além da dor, há chances de aparecerem bolhas e calos (sem contar que você vai desejar passar o resto do dia sentada). Patrícia Thenório, podóloga da Pro Unha (SP), ensina: "A compra deve ser feita preferencialmente no período da tarde para a noite, momento em que os pés estão inchados".

2. A postura influencia o seu jeito de andar – e as dores –, sabia?

Sua postura tem tudo a ver com o modo como você anda. Com o salto alto, a marcha se altera porque acabamos projetando o corpo para a frente. Aí já viu, né? Para evitar desconforto nos pés, aceite o conselho do ortopedista Carlos Kopke (SP): arrebite levemente o bumbum, corrigindo a parte do tórax para trás. Com a coluna bem posicionada, você sente menos dor e, de quebra, mais confiança.

3. Uma vez de salto, controle a passada

Fique tranquila, a vida não é uma corrida – especialmente quando você está usando um salto altíssimo. "Mantenha a pisada segura, ou seja, força na perna para evitar um desequilíbrio", explica Carlos Kopke. Não é preciso chegar na velocidade da luz e fica mais fácil e elegante andar devagar.

Chris Pratt correndo de salto alto

4. Lasseie os sapatos novos

A internet está cheia de DIY para lassear modelos novos. Porém, o ideal é visitar o sapateiro, que faz o serviço sob medida (os métodos caseiros podem fazer o tiro sair pela culatra, alargando mais do que o desejado). Jamais cogite usar calçados apertados! "Pé que lasseia sapato sofre com bolhas, calos, unhas encravadas e joanetes", adverte Patrícia. Ui!

Se o estrago já foi feito, remedeie a situação: não estoure bolhas – ou corra o risco de abrir caminho para infecções –, hidrate os pés duas vezes ao dia e, por enquanto, dispense os sapatos que causaram as lesões.

5. Leve uma alternativa confortável na bolsa

Outra boa ideia é deixar uma sapatilha no carro ou na bolsa. Ao menor sinal de desconforto, troque o calçado, mocinha!

Continue com a gente!

by Redação taofeminino