Home / Beleza / Pele / 12 dúvidas de beleza respondidas por experts

© iStock
Beleza

12 dúvidas de beleza respondidas por experts

by Monique Garcia Published on 15 de junho de 2015

Tudo o que você sempre quis saber em 3, 2, 1...

O universo de beauté é tãããão amplo e cheio de possibilidades que não é incomum ficarmos entre a cruz e a espada: faço isso ou aquilo? Posso ou não posso? Justamente por esse motivo, escalamos um time de top especialistas que destrincharam as principais questões de beleza do dia a dia. Não desperdice um segundo sequer sem saber as respostas. Vem junto!

Pele

Depilação com lâmina engrossa os pelos: verdade ou mito?
M i t o! “O que acontece é que, ao passar a lâmina na pele, o pelo é cortado numa região em que possui maior diâmetro. Isso provoca a sensação de que, ao nascer, está mais grosso”, esclarece Fabiola Bordin, dermatologista da Dermais Clínica Beleza (RJ). Já quando o fio é retirado pela raiz, a primeira parte que nasce é mais fina – o que dá a sensação de ser mais agradável ao toque.

Socorro, vou cair na balada hoje à noite e uma espinha tamanho giga brotou no meu rosto. O que faço para amenizar o problema?
Sem desespero! Já te contamos como acabar com cravos e espinhas em 7 passos infalíveis, mas Fabiola Bordin dá a letra caso precise encontrar a solução a curto prazo: “Faça uma compressa de chá de camomila de quatro a cinco vezes ao dia. Também vale aplicar canetas secativas específicas para esse fim – elas são formuladas com ácido salicílico e podem ajudar a atenuar a situação. Mas, antes, o ideal é checar se você não é alérgica a esse ativo”, alerta a especialista.

Minha pele é megaoleosa. Posso dispensar o hidratante?
Jamais, cara leitora! Qualquer tipo de cútis necessita de hidratação. Além disso, quando está bem condicionada, ela recebe melhor os tratamentos específicos para a acne (se você sofre com a produção excessiva de sebo na tez, há grandes chances de ser uma vítima desse inconveniente...), diminuindo os riscos de irritações ou descamações. “O importante é apostar em cremes específicos para esse tipo de pele”, avisa Fabiola Bordin. Procure por veículos livres de óleo e de textura leve, caso dos géis. Maiores detalhes sobre o assunto estão na reportagem Como cuidar da pele oleosa do rosto.

Unhas

E aí, tirar as cutículas é prejudicial à saúde?
Esse assunto é, literalmente, delicado (e superpolêmico no universo da beleza). Bem, a grande verdade é que removê-las pode causar alguns prejuízos, sim. Isso porque, como explica Ananda Socin, consultora de estilo do Cosmopolish Nail Bar (SP), as cutículas são uma barreira protetora para as unhas. “Nossas mãos estão em constante contato com todos os tipos de bactérias e fungos. Ao retirá-las, abrimos portas para possíveis doenças”, afirma. O correto, portanto, é apenas empurrá-las levemente com o auxílio de um hidratante e uma espátula. Mas, se você pertence ao time das mulheres que não aguenta assistir aquelas pelinhas crescendo – e fica extremamente incomodada com a presença delas – faça apenas uma limpeza superficial na região.

O que raios preciso fazer para não roer mais as unhas?
Senhora devoradora de garras que nos lê: já parou para pensar em quantas bactérias você está ingerindo ao praticar tal ato? E não é só isso, não. Bancar a de roedora pode deixar seus dentes vulneráveis a cáries e ainda provocar lesões no estômago e no intestino. Bem, se nem esses motivos te convenceram a aniquilar o mau hábito da rotina, vamos às soluções. A sugestão de Ananda Soncin é manter as unhas sempre aparadas, lixadas e esmaltadas com cores fortes – além de usar esmaltes com gosto amargo – que funcionam como um lembrete para que jamais cometa tal crime novamente. “Banhos de gel também são uma ótima alternativa, já que criam uma camada protetora nas unhas, deixando-as mais fortes e diminuindo as chances de roê-las”, sugere. Como esse comportamento geralmente está ligado ao emocional, vale prestar atenção nos motivos que a levam a colocar a mão na boca. Afinal, quando sabemos a causa do problema, fica muito mais fácil controlá-lo. A recompensa pela vitória dessa árdua batalha é poder sair por aí fazendo bonito com nossas sugestões de unhas decoradas.

Maquiagem

Devo passar o corretivo antes ou depois da base?
Há quem defenda as duas possibilidades – vale testar cada método para descobrir qual funciona melhor para você. No entanto, o mais comum é aplicar a base para uniformizar a pele e só depois usar o corretivo em regiões que precisem de uma correção maior, já que o produto é mais denso e pigmentado.

Como passar o delineador sem erros e, de quebra, fazer com que dure mais?
Levante o queixo em frente ao espelho (se preferir, apoie o cotovelo em uma mesa para ter mais estabilidade e conseguir um delineado reto e uniforme). “Comece o traço no canto interior dos olhos em direção ao exterior. Ele deve ser bem fino no início e ficar mais grosso no final”, ensina Chloé Gaya. Para garantir que o produto permaneça intacto por mais tempo, a expert recomenda preparar a região dos olhos com um primer específico e, depois, aplicar uma sombra neutra. Se a ideia é ter duração power, escolha um delineador à prova d’água. Finalize com um fixador de maquiagem.

Quero que o meu batom tenha uma duração top... Mas como conseguir tal façanha?
A dica de Chloé Gaya, maquiadora e consultora de imagem do Jacques Janine (SP), é contornar e preencher os lábios com lápis específicos para a região. Em seguida, aplique o batom com uma cor semelhante. “Além de fazer com que o produto dure mais, a cor fica mais intensa”, ressalta. Outro conselho imbatível, da nossa querida repórter Fê Guimarães, é posicionar um lenço de papel sobre os lábios já coloridos e, por cima dele, aplicar uma camada fina de pó translúcido com um pincel de blush. Ah, e mantenha os lábios sempre hidratados com a ajuda de lip balms, viu? Descubra aqui outros truques para melhorar a boca ressecada.

Cabelo

Sempre durmo com os cabelos molhados. Culpada ou inocente?
100% culpada. A umidade, de fato, prejudica a fibra capilar e pode causar até fungos – eca! – na cabeleira. Isso sem mencionar a possibilidade de os fios começarem a despencar, né? Se você não tem tempo para deixar as madeixas secarem naturalmente, recorra ao secador. Mas, antes de qualquer coisa, aplique um protetor térmico para proteger os fios contra o calor e mantenha seu cabelo a uma distância de, no mínimo, 15 cm do aparelho.

Mas, afinal, com que frequência devo lavar minha juba?
Para Milena Oliveira, hairstylist do Marcos Proença Cabeleireiros (SP), tudo depende do tipo de fio. Donas de cabelos normais a secos podem lavá-lo a cada dois dias com xampus específicos para eles. Já quem tem madeixas oleosas, não tem jeito: as lavagens diárias acabam se tornando uma necessidade. “Nesse caso, aconselho o uso de xampus que mantenham o equilíbrio do pH da região e controlem sua oleosidade”, indica a profissional.

Adoooooro essa nova onda do tal xampu seco! Mas, er... Quantas vezes por semana posso usá-lo?
Fato: esse it-produto é um quebra galho danado! Mas é melhor recorrer a ele apenas em casos de urgência (sabe aquele dia em que as 24 horas do relógio não foram suficientes para você e faltou tempo até para lavar o cabelo?). É que, como explica Milena Oliveira, quando usado em excesso, o xampu seco pode deixar resíduos acumulados na raiz, que levam a obstrução do folículo capilar. “Por conta disso, costumo indicar o uso de xampus de limpeza profunda uma vez por semana”, fala Milena Oliveira.

Estou cansada de ter que conviver com meu cabelo fino. Como posso deixá-lo cheio de volume?
Tudo começa durante a lavagem: opte por um xampu que dê “corpo” à juba. Em seguida, aplique na raiz um spray de volume e mousse nas pontas. “Feito isso, seque o cabelo levantando sua raiz, mas sem escovar muito. Para arrematar, coloque bobes. O resultado? Fios com muita textura e volume!”, afirma Milena Oliveira.

Quer mais? Tá na mão:

by Monique Garcia