Home / Entretenimento / Famosos / Angelina Jolie e Brad Pitt estariam na parte final de um processo para a adoção de uma criança síria

Entretenimento

Angelina Jolie e Brad Pitt estariam na parte final de um processo para a adoção de uma criança síria

by Raíssa Basílio Published on 23 de setembro de 2015

O casal está em processo de adoção da criança, que perdeu a mãe em um bombardeio e o pai foi levado por soldados sírios

Será que o clã Jolie-Pitt vai ganhar um novo membro? Tudo indica que sim. De acordo com o RadarOnline, Angelina e Brad estariam finalizando a adoção de um órfão da Síria. Não há confirmação oficial, mas, em se tratando do mais power dos casais hollywoodianos, não seria nenhuma surpresa - além dos três filhos biológicos, eles são pais adotivos de outras três crianças: Maddox, Pax e Zahara.

Vamos aos fatos! A fonte contou que a dupla pretende adotar um dos três irmãos que Jolie conheceu durante seu trabalho filantrópico. "Ela ficou com o coração partido ao saber que os três viram o pai ser levado pelos soldados sírios e que a casa onde moravam explodiu. A mãe das crianças morreu na explosão".

A mesma fonte disse também que Angie queria adotar os três, mas quando voltou aos Estados Unidos e compartilhou seus desejos com o marido, teve uma negativa. "Ele não concordou. Pular de seis para nove crianças seria demais. Brad ficou preocupado com o impacto disso sobre os outros filhos. Angelina não entrou na briga, mas o casal se comprometeu a adotar um". No entanto, o processo de adoção é muito longo e pode demorar de quatro a cinco meses para a criança ser levada para os Estados Unidos junto da nova família.

Angelina Jolie já foi enviada à Síria como Embaixadora das Nações Unidas e falou recentemente à ONU sobre a falta de ajuda aos refugiados: "É revoltante ver milhares de refugiados que se afogam na porta de outros continentes do mundo. Ninguém arrisca a vidas de seus filhos dessa forma, exceto em total desespero. Se não podemos acabar com o conflito, nós temos um dever moral inescapável de ajudar refugiados e fornecer vias legais para sua segurança. Quase 4 milhões de refugiados sírios são vítimas de um conflito do qual não têm culpa, mas eles são estigmatizados, indesejados e considerados um fardo. Então, eu estou aqui por eles".

Loading...

Leia mais:
+ Viola Davis, a primeira mulher negra a ganhar o Emmy de melhor atriz, e seu discurso maravilhoso
+ Transexuais que redefiniram o conceito de gênero
+ Empoderamento feminino, 16 frases inspiradoras
+ Emma Watson pede igualdade de gênero no mundo da moda

by Raíssa Basílio