Home / Maternidade / Filhos / Tá na (deliciosa) hora do banho do bebê

© iStock
Maternidade

Tá na (deliciosa) hora do banho do bebê

by Redação taofeminino Published on 10 de junho de 2016

Qual a temperatura ideal da água? Devo dar banho com que frequência? Chuveiro, banheira ou balde? Prepare-se: a hora do banho com seu bebê precisa de muita segurança e pode ser o momento mais divertido do dia. Por Juliana Couto

“Tchau preguiça, tchau sujeira, adeus o cheirinho de suor”, já diria um sábio roedor animado conhecido por muitas, muitas crianças brasileiras. A hora do banho é sempre relaxante. Seja para os pais, para relaxar após a rotina com o bebê, seja para o bebê, que além de descobrir as sensações que só o contato da água nos permite experimentar, pode criar mais vínculos com os seus cuidadores. Mas, para dar um bom banho no seu bebê, não basta a premissa do relaxamento. É preciso se preocupar com a temperatura da água, o horário, se ele vai ser dado no chuveiro, no balde ou na banheira, se você deve usar produtos de higiene, como deve usá-los. Por isso, pegue o seu roupão, separe a toalha com touca de bichinho e leia nossas dicas sobre como dar banho no bebê.

O banho no recém-nascido requer cuidados específicos, principalmente quanto à temperatura da água e quanto à proteção contra o frio. Estabelecer a rotina do banho não é simples, é preciso de tempo e de pelo menos quatro mãos, até os pais estarem seguros para darem banhos sozinhos. A ideia do banho no recém-nascido é deixá-lo, sim, relaxado, e ajudá-lo a se recordar da vida intrauterina. Por isso, o banho industrializado de bebês não é recomendado – isto é, esfregar o bebê sem manejo, sem calma, sem respeitar os limites de espaço dele (os de contenção, na verdade, pois bebês recém-nascidos não sabem o que é ter espaço).

Banho de balde, de banheira ou no chuveiro?

Douglas Nóbrega Gomes (SP), pediatra e neonatologista da Casa Curumim, diz: “O melhor tipo de banho para o bebê recém-nascido é o de balde, após 24 horas de vida. Deve ser um banho de imersão, então não é para colocar um pouco de água no balde e ir jogando com a mão no bebê, como é o banho feito nas maternidades, na banheira. Esse banho é dado com o balde cheio, a temperatura deve ser de 37,5 °C ou 38 °C, que pode ser medida com a mão ou o cotovelo dos pais ou com termômetros de água infantil. A duração do banho deve ser de 10 a 15 minutos.” A proposta do famoso banho de balde é fazer com que o bebê experimente novamente as sensações de estar na placenta, ou seja, ambiente aquoso, em média com 37 °C e apertadinho. Não se surpreenda se seu bebê dormir durante o banho.

Damiana Angrimani Bonavigo (SP), 33, mãe de Manuela, de um ano e dez meses, deu banho de balde na pequena Manu até os seis meses. “De qualquer forma, o melhor de todos é o balde, em minha opinião, ela até dormia. Até os seis meses variava. Quando estávamos eu e o pai dela, era no chuveiro, porque um dava banho e o outro trocava. Mas depois dos seis meses foi para a banheira. Assim que começou a andar, com 11 meses, foi para o chuveiro. Não teve crise porque ela estava acostumada.”

Mas, como dar o banho de balde em um bebê tão pequeno e delicado? De acordo com Douglas, o banho de balde é um banho de água mais morna. Usa-se pouco sabonete. Coloca-se o sabonete na mão e a abra dentro d’água; lavam-se as regiões genitais e o bumbum e alguma outra parte do corpo que esteja mais suadinha. O pH da pele do bebê é menos ácido que a do adulto, o que faz com que a pele do bebê tenha menos proteção contra infecção e dermatite. Usar muito sabonete torna esse pH menos ácido, ou seja, mais alcalino, e isso contribui para que a pele fique ainda mais sensível e sujeita a infecções. “O banho no balde é feito com o bebê enrolado em um cueiro, do modo charutinho. Eles têm essa necessidade de ter uma contenção facilitada com o enrolamento até um mês e meio de vida. Depois, pode-se fazer o banho sem o charutinho. Pode ser feito o banho no balde ou na banheira, ainda de imersão; a banheira deve estar cheia. E o sabonete se usa em quantidade pequena, só para remover a ‘sujeira aparente’”, completa o especialista.

Loading...

Não, não queremos bebês gritando na hora do banho. Por isso, o banho na banheira com o bebê pelado, apoiado por uma mão, no frio, com pequenas quantidades de água batendo nele e muito espaço pode gerar mais sensação de insegurança do que carinho e conforto. Por isso, o banho de banheira também deve ser feito com imersão, a quatro mãos, se os pais estiverem inseguros, com a duração média de 15 minutos e a água na temperatura média de 37,5 °C. No caso do banho de chuveiro, o bebê também deve ser enrolado em uma fralda que cubra todo seu corpo. Depois que ele se acostumar com a água, lava-se com sabonete a genital e as partes mais suadas e fecha-se a fralda. Esse banho deve seguir a mesma orientação de temperatura e duração que os modos anteriores. Para retirar a fralda, após o fim do banho, os pais devem esperar cerca de 10 minutos, até que o corpo do bebê esteja acostumado com a temperatura ambiente. Esse processo garante mais conforto para o bebê. Se ele dormir na fralda, deve ser enrolado em duas toalhas, assim como no banho de balde.

Tome um bainho já

Camila Marra Péllus Mônaco (SP), 27, mãe do Fabrício, de cinco meses, conta que o pequeno gosta de banho desde recém-nascido. "Quando ele nasceu, tomava na banheira no quarto, até eu pegar o jeito. Com dois meses, já comecei a dar banho no banheiro com suporte na banheira. É bem variado, às vezes no chuveiro, às vezes na banheira. Ele adora dos dois jeitos. No chuveiro, procura o peito e mama no banho. Percebo que para ele é um momento de relaxamento e diversão”. A pequena Rafaella, de oito meses, é sinônimo de tranquilidade na hora do banho. A mãe, Fernanda Mastrocola (SP), 31, relata: “O banho por aqui é muito tranquilo! Desde que nasceu foi no chuveiro e na maioria das vezes com o pai, que adora! Poucas vezes no ofurô [para bebês, semelhante ao balde], mas também bem tranquilo, usamos mais depois dos quatro meses, acho que por mais falta de jeito que outra coisa. E algumas vezes em banheirinha de chão, durante o meu banho a deixo brincando e depois dou banho nela lá mesmo. Ela fica bem tranquila.” Celina Morineau (SP), 32, mãe de Matheus, um ano, nunca conseguiu conciliar o banho dela com o do bebê. Isso porque o pai do bebê mora em outra cidade e na maioria das vezes ela dá o banho sozinha. "Então só dou na banheira. Até os seis meses na rígida de plástico e depois na inflável. Até os dez meses do bebê, quando o pai estava comigo, ele dava banho no colo e eu pegava o bebê para secar. Hoje ele senta na banheira e eu pego para secar."

Loading...

E se o bebê não gostar da hora do banho? É o que acontece na rotina da Caroline de Meo (SP), 32, e da pequena Rafaela, de um mês e vinte dias: ela não quer tomar banho. “Ela chora tanto para tomar banho, até ficar sem ar. Já pensei que estou fazendo algo errado, já assisti vídeos do Youtube, já testei várias técnicas. Nada funciona. Ela chora o banho todo. Na verdade, quando percebe que é a hora do banho, começa o choro". De acordo com Douglas “bebês que choram muito têm algum problema com o manuseio ou com frio e calor. Precisa tirar a roupa do bebê com um aquecedor do lado, já envolvê-lo em um cueiro. Para bebês muito gritões, a recomendação é dar banho no chuveiro, bem enrolado e com a água bem quentinha, para ajudar ele a desfazer essa imagem que já se fixou nele de que o banho é um momento de desespero. Em um bebê que não chora vestido, mas chora nesse momento, é preciso observar os detalhes, ver se ele ficou com muito espaço, se a temperatura dele caiu ao tirar a roupa, se a temperatura da água está boa. Afinal, se fosse outra questão, ele também choraria vestido.”

O que usar na hora do banho

Segundo Douglas, “sobre o uso de sabonetes, a recomendação é a mesma que para adultos: como bem dizem os dermatologistas, o sabonete só deve ser usado nas partes íntimas, axilas e genitais.” A água é suficiente para a limpeza. Além disso, o sabonete em quantidade excessiva alcaliniza a pele, o que acaba deixando-a desprotegida. O uso de extratos naturais pode ser uma boa ajuda para bebês agitados ou que estejam em algum pico de desenvolvimento, já que vão ajudar a acalmar e são aromaterápicos, assim como para adultos.

Dicas para a hora do banho

  • a temperatura da água deve estar entre 37,5 °C e 38 °C;
  • equipe-se com o necessário: termômetro para a água, carinho, paciência, vínculo e sabonete somente nas partes essenciais;
  • deixe previamente separadas uma toalha de bebê fina, na qual ele possa ser enrolado, e mais duas de adulto, no mesmo ambiente em que ele será despido, banhado e vestido;
  • não é recomendada a transferência abrupta de ambientes, já que haverá alteração na temperatura;
  • ruídos brandos, barulho de chuva, água corrente, secador de cabelo, aplicativos com som do espaço intrauterino ajudam a acalmar ainda mais o bebê, principalmente os com menos de um mês;
  • os pais precisam se sentir seguros: o ideal é começar os banhos a quatro mãos; depois que pegarem o jeito, apenas um pode dar o banho e o outro troca o bebê.

Agora, o jeito é preparar o território, separar a troca, deixar o ambiente o mais acolhedor possível e se aventurar na hora do banho. De balde, de banheira ou de chuveiro, a dica de segurança mais importante é: pai, mãe e cuidadores, mantenham a calma e a tranquilidade, porque o banho vai relaxar e acalmar o bebê e deixar todos mais tranquilos. A regra é: “experimente a refrescante sensação de bem-estar, tome um bainho já”.

Leia mais:
Devo usar colar de âmbar no meu bebê?
Como promover a introdução alimentar do seu bebê com sucesso
Bebê com cólicas? Fique tranquila, mamãe! Esclarecemos 4 dúvidas sobre esse desconforto

by Redação taofeminino

você também vai <3: