Home / Maternidade / Quero engravidar / Método sintotermal: descubra qual é o melhor dia para engravidar

© iStock
Maternidade

Método sintotermal: descubra qual é o melhor dia para engravidar

por Ana Paula Sanches Publicado em 16 de junho de 2015
228 compartilhamentos

O método sintotermal permite que você descubra qual é o melhor dia do mês para engravidar segundo a sua temperatura e sinais do organismo

Que tal descobrir em qual dia do mês você tem mais chances de ficar grávida de uma forma mais certeira do que a tabelinha? O método sintotermal, também conhecido como método sintotérmico, ajuda a identificar os sinais do corpo que demonstram fertilidade para que você saiba quando deve dedicar, digamos, um “esforcinho extra” para se tornar mamãe mais rápido.

A ginecologista Diana Vanni conversou com a equipe do taofeminino e ajudou a esclarecer os principais pontos do método sintotermal e tirar as dúvidas mais frequentes. Vem aprender com a gente!

O que é o método sintotermal?

O método sintotermal é uma forma que a mulher tem de identificar os sinais do seu corpo, especialmente as alterações da temperatura basal, que indicam que ela está ovulando e, assim, aumentar as chances de engravidar.

Muitas mulheres também utilizam o método sintotermal em conjunto com o método Billings para evitar uma gravidez – no caso, essas mulheres evitam ter relações sexuais durante o período ovulatório. No entanto, vale lembrar que ambos não protegem contra DSTs (só a camisinha faz isso) e que aqui nós vamos ensinar as melhores dicas para você engravidar, ok?

Como usar o método sintotermal para engravidar

Em primeiro lugar, tenha em mente que o método sintotermal ajuda você a engravidar mais rápido, mas o seu passo a passo não é como uma receita de bolo. Isso quer dizer que mesmo que você faça tudo certinho talvez não engravide logo no primeiro mês, afinal cada organismo tem as suas particularidades.

Como o método sintotermal é focado em perceber as alterações na temperatura basal, você deve medir todos os dias a sua temperatura corporal no mesmo horário: ao acordar, antes de sair da cama. Depois, anote o número obtido em uma tabela, pois é ela que fará com que você perceba as alterações dia a dia.

Quando a temperatura começar a se elevar significa, por via de regra, que a mulher está entrando no seu período ovulatório. O pico da temperatura ocorre um pouco depois da ovulação, como explica Diana: “A temperatura mais alta é medida por volta de 12h após a ovulação ter acontecido”.

Você deve estar pensando: “mas, se eu só vou conseguir medir a temperatura mais alta após 12h, nunca conseguirei ter relações no momento exato da ovulação”. Calma, amiga leitora, pois a ginecologista tem a explicação: “O espermatozoide sobrevive nas trompas por até 2 dias, tanto que consideramos que o período fértil de uma mulher acaba cerca de 1 dia após a ovulação. Então se a mulher tiver relações 1 dia antes da temperatura máxima ou até no dia em que ela ocorrer, tem grandes chances de engravidar”.

Muitas mulheres também ficam em dúvida sobre medir a temperatura basal pela boca, vagina ou axilas, mas a médica esclarece: “A medição pode ser feita pelas axilas mesmo. O método sintotermal considera a alteração do calor que ocorre graças ao efeito termogênico da progesterona e esse efeito é sentido em todas as partes do corpo”. O único cuidado que você deve ter é o de fazer a medição todos os dias na mesma parte do corpo, caso contrário poderá notar falsas alterações e calcular errado o seu período fértil.

Muito além da temperatura basal

Além da temperatura basal, muitas mulheres que seguem o método sintotermal para engravidar escolhem acompanhar também as alterações no muco cervical. “Caso a mulher consiga, pode também usar esses sinais para interpretar a sua fertilidade, mas não são todas as mulheres que conseguem verificar e interpretar corretamente as alterações no muco”, explica Diana.

Caso você queira aprender a identificar as alterações na sua secreção natural, uma boa dica é saber que o muco elástico e transparente, com aspecto de clara de ovo, é o muco fértil – ou seja: aquele que ocorre no período de maior fertilidade. O método Billings ensina muito sobre as alterações no muco cervical. Clique aqui para saber mais sobre ele.

Existem sinais individuais que também ajudam a mulher a perceber que está ovulando, como cólicas leves e alterações de humor. Caso você saiba que tem algum desses quando está prestes a ovular, anote-os junto com a temperatura medida diariamente, afinal ninguém melhor do que você mesma para entender os sinais do seu corpo, não é!?

Método sintotermal: cuidado para não entrar numa fria

Algumas mulheres querem tanto engravidar depressa que começam a seguir o método sintotermal e transformam completamente suas vidas sexuais: algumas querem ter relações apenas nos dias férteis, outras querem ter um número bem maior de relações para aumentar ainda mais as chances de uma fecundação... A médica alerta: “é necessário ter cuidado para não transformar a rotina sexual em algo burocrático, afinal após a gravidez nós esperamos que continue existindo amor e cumplicidade entre o casal e esse tipo de atitude pode causar problemas no relacionamento”.

Quer o seu bebê o mais rápido possível? Seu desejo é uma ordem e nós adoramos ajudá-la:

• Calcule o seu período fértil!
• 1,2,3 e...grávida! As melhores posições para engravidar
• Alimentação saudável para engravidar
• Grávida aos 40: dicas para engravidar depois dos 40 anos
• Como engravidar de menina?

E no nosso Pinterest você confere dicas pra quando já estiver gravidinha, futura mamãe ♥:

por Ana Paula Sanches 228 compartilhamentos

você também vai <3: