Home / Beleza / Pele / Como fazer o bronzeado durar mais? Temos a resposta!

Como fazer o bronzeado durar mais? Temos a resposta!

Publicado por Monique Garcia
em 23 de setembro de 2016

O segredo é investir no cardápio e nos produtos certos – além de outros cuidados básicos que entregamos a seguir

Decerto que rola todo um investimento para obter o tal do bronze perfeito durante o verão. Mas e depois? O que fazer para mantê-lo quando as temperaturas caem e o sol vai embora? As duas dermatologistas consultadas pelo taofeminino ensinam as melhores táticas:

Alimentação para o bronzeado durar mais

Inclua no cardápio alimentos ricos em betacaroteno. “Eles auxiliam na produção de melanina, pigmento responsável pela cor da pele e, por isso, são aliados na manutenção do bronze”, afirma Maria Alice Gabay, dermatologista da Gabay Dermatologia (RJ). Além disso, diminuem os danos causados pela radiação, aumentando a tolerância da cútis ao sol e reduzindo as chances de desenvolvimento do câncer de pele. Cenoura, abóbora, manga e mamão são boas fontes do carotenoide e devem começar a ser consumidos 20 dias antes da exposição solar.

Nutricosméticos ajudam a manter o dourado na pele

Cápsulas de betacaroteno também são alternativas eficazes para prolongar o efeito dourado. Assim como os alimentos citados, o suplemento é recomendado para turbinar a formação de melanina e proteger a pele, evitando vermelhidões e descamações nada bem-vindas. “O ideal é iniciar o tratamento com duas semanas de antecedência à temporada de sol, mas não sem consultar o dermatologista previamente”, avisa Gabriella Albuquerque, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (RJ). Apesar de as farmácias não exigirem receita médica para sua compra, a orientação médica é crucial.

Autobronzeador, por favor!

O produto é formulado com dihidroxiacetona (DHA), açúcar que reage com a queratina da pele e tinge temporariamente a região aplicada, garantindo bronze durante o ano inteiro, seja verão ou inverno. “Sua ação é totalmente superficial e não traz nenhum malefício”, assegura Maria Alice Gabay. Cerca de sete a 15 dias antes de pegar sol, capriche na esfoliação para remover as células mortas e comece a aplicar o autobronzeador no corpo – mantenha o uso até alcançar o tom desejado. Para preservar a cor, convém reaplicá-lo uma a duas vezes por semana.

A importância do protetor solar

Há quem ainda resista a usá-lo – mesmo consciente dos prejuízos da exposição solar. Se o aumento do risco de câncer de pele e o envelhecimento precoce não te convenceram de que o protetor solar é indispensável na rotina de cuidados, aí vai outro fato que você não vai curtir: “Bronzear-se sem proteção é sinônimo de vermelhidão, que causa descamações e põe tudo a perder”, lembra Gabriella Albuquerque. Logo...

O segredo é a moderação...

De nada adianta tomar sol o dia inteiro na esperança de acelerar o processo – esse exagero será em vão e certamente prejudicará sua pele. “Segundo estudos, o verdadeiro bronzeado surge entre o quinto e sétimo dia de sol e dura mais se a exposição for gradual, de uma a duas horas por dia”, revela Maria Alice Gabay. Lembre-se de que o período recomendado para fazer isso é antes das 10h e depois das 16h.

Este texto foi escrito por @moniquezg e editado por @cicaarra

Continue com a gente:

Gostou? Tem mais

A cidade de Barcelona como você nunca viu antes

A cidade de Barcelona como você nunca viu antes

A cidade de Barcelona como você nunca viu antes A cidade de Barcelona como você nunca viu antes

Você divulgaria uma foto das suas estrias no Instagram? Você divulgaria uma foto das suas estrias no Instagram?

Saiba mais sobre as extensões capilares Saiba mais sobre as extensões capilares

Comentários