Home / Bem-Estar / Fitness / HIIT: treino rápido, intenso e EXTERMINADOR de calorias. Você precisa conhecer!

© iStock
Bem-Estar

HIIT: treino rápido, intenso e EXTERMINADOR de calorias. Você precisa conhecer!

by Monique Garcia Published on 2 de setembro de 2015

Não há segredos: tem que suar a camisa... MESMO!

Ir à academia está se tornando uma atividade cada vez mais entediante para você? Isso é porque ainda não experimentou o HIIT, cara leitora. Essa sigla, que significa treinamento intervalado de alta intensidade (ou High Intensity Interval Training, em inglês), é capaz de abalar as estruturas da malhação de sempre graças aos seus exercícios rápidos (pular corda, correr, pedalar, nadar, levantar pesos leves, fazer agachamentos, flexões de braço...), mas ALTAMENTE potentes, que não são na-da boring. “Além de dar cabo à massa gorda e preservar a magra, a modalidade turbina a capacidade aeróbica e anaeróbica do aluno, o que melhora a oxigenação da musculatura e o tônus”, destaca Alessandro Brufato, professor e personal trainer da Bio Ritmo (SP).

Por ser meio... punk, digamos assim, o HIIT é recomendado para pessoas que já tenham um certo condicionamento físico. “Mas também é possível adaptar o treino para iniciantes com exercícios mais leves”, afirma Alessandro Brufato. O ideal é sempre consultar um educador físico antes de se submeter a qualquer atividade, seja em casa ou na academia, combinado? Agora, vamos a outros detalhes que você precisa saber sobre essa mania fitness:

O HIIT cabe facilmente na agenda

Se o seu dia costuma ser cheio de compromissos, saiba que a modalidade pode ser facilmente encaixada no seu horário de almoço ou durante o trajeto de volta para casa. Isso porque o tempo de execução dos exercícios é bem curto (podendo variar, de acordo com sua intensidade). “Geralmente, uma série dura entre 20 e 30 segundos – e são repetidas oito vezes”, conta Cacá Ferreira, educador físico e gerente técnico corporativo da Cia Athletica (SP). Ao final de cada uma, há uma pausa de 10 segundos para o aluno tomar fôlego e preparar-se para a próxima. Aquecer-se e desaquecer-se antes e depois da atividade é fundamental, ok?

O corpo continua a queimar calorias após o treino

Em apenas 30 minutos de treino, cerca de 350 a 450 calorias são colocadas para correr. Mas, mesmo após a malhação, o HIIT surte efeitos. “Os exercícios de alta intensidade fazem com que o metabolismo fique ativo por mais tempo e, com isso, o organismo continua queimando calorias com o corpo em repouso, até quatro horas depois da atividade”, revela Alessandro Brufato. Se você busca resultados rápidos, encontrou a pedida certa: com dois ou três meses de prática regular já é possível começar a notar boas mudanças.

Dá para praticá-lo em qualquer lugar...

Você não precisa estar necessariamente dentro uma de academia para se jogar no HIIT. É possível levar a modalidade às ruas, para o parque ou até mesmo à praia. “A única ressalva é que o aluno deve estar sempre atento para escolher corretamente o exercício mais indicado para ele", alerta Cacá Ferreira.

... Logo, é uma atividade rentável

Porque você não precisa desembolsar grana nenhuma com academia, oras... E mais: o HIIT não exige o uso de equipamentos e acessórios. Você pode utilizá-los se quiser, é claro (dá até para fazer spinning!), mas o corpo é, literalmente, a única ferramenta realmente necessária para praticá-lo.

É recomendado para vítimas do AVC

Um estudo realizado pela Universidade de Cincinnati, em Ohio, nos Estados Unidos, constatou que o HIIT é mais eficaz na recuperação de pacientes que sofreram acidentes vasculares cerebrais (AVC), quando comparado à exercícios regulares de intensidade moderada.

Reduz os níveis de glicose no sangue

Quem tem diabetes também se beneficia do HIIT. A conclusão é fruto de um estudo feito na Dinamarca, em que reuniram pacientes com o tipo 2 da doença e os submeteram a 12 semanas de treino. O resultado? Ele ajudou a controlar seus níveis de glicose com mais eficácia do que a prática de exercícios moderados contínuos.

Melhora o desempenho em outros esportes

Se você sempre quis adotar um novo hobby esportivo, a hora é agora: o HIIT aumenta a velocidade, agilidade e força para a prática de futebol ou atletismo, por exemplo. “Ao fazer exercícios de alta potência, o corpo todo é mobilizado para dar conta do recado. As fibras musculares que trabalham a todo o vapor convocam as que atuam em menor intensidade”, fala Cacá Ferreira.

Ajuda a aliviar os sintomas do mal de Parkinson ​

Uma pesquisa feita na Polônia constatou que a rigidez muscular de pacientes que apresentam o quadro foi significativamente atenuada (tanto nos membros superiores quanto nos inferiores) com a prática do HIIT três vezes por semana durante dois meses. Uau, hein?

O melhor do universo fitness:

by Monique Garcia

você também vai <3: