Home / Bem-Estar / Dieta / "Passei um mês sem comer carne e vim dividir a minha experiência"

© iStock
Bem-Estar

"Passei um mês sem comer carne e vim dividir a minha experiência"

by Ana Paula Sanches Published on 1 de outubro de 2015

Nossa repórter encara 30 dias vegetarianos e descobre as alegrias e desafios de ser veggie

Não consegue entender como os vegetarianos conseguem viver sem carne - que, para você, é a 8ª maravilha do mundo? Bom, a repórter Emmy Griffiths (do sofeminine, versão inglesa do taofeminino), também não conseguia e, por isso, fez um autodesafio: pôr em prática uma dieta vegetariana durante um mês. Isso mesmo, foram 30 dias sem colocar sequer um baconzinho na boca. O resultado dessa experiência você confere nas próximas linhas.

"Ser veggie não significa ser saudável"

"Com apenas dois dias de 'abstinência' eu comi um pedação de bolo, balas e potes e mais potes de cereal. O que eu aprendi com isso? Que ser vegetariana realmente não significa ser saudável. Exceto pelo bacon (nhaaam, bacon!), a maioria dos meus pratos favoritos não têm carne: fritas, chocolate, bolos e queijo - que, aliás, foi um dos motivos pelos quais eu não virei vegana. Como eu sobreviveria sem queijo? O veganismo com certeza é algo que não foi feito pra mim."

"Ser criativa é extremamente importante"

"Minha atividade favorita nesse último mês foi procurar na internet receitas vegetarianas que ficassem prontas em menos de 10 minutos. Dessa forma que eu consegui cozinhar meus pratos usando o mesmo tempo que gastaria fazendo os meus menus com carne (inclusive, aqui você encontra várias receitas vegetarianas gostosas)."

"Acredite: ajuda você a economizar grana"

"Carne é dinheiro! Percebi que no último mês eu gastei bem menos dinheiro do que costumava antes de aderir a essa dieta. Ir ao mercado com ideias de pratos que você deseja fazer utilizando vegetais e frutas frescas é algo que garante uma economia e tanto. Sinceramente, eu comprei um novo par de sapatos com o dinheiro que sobrou no fim do mês. Valeu, vegetarianismo!"

"Comer em restaurantes é maravilhoso"

"Uma coisa que eu percebi sendo vegetariana aqui em Londres foi que a maioria dos restaurantes abraçam o seu vegetarianismo. Os garçons ajudam você a escolher os melhores vegetais, trazem pratos bonitos com uma letrinha 'V' pra que você tenha certeza de que o prato é realmente vegetariano. Além disso, não comer carne me fez pedir refeições que eu nunca tinha sequer cogitado: por exemplo, você já comeu um taco (mexicano) veggie? Se não, devia tentar!"

"Minha conclusão? Não julgue de primeira a vida vegetariana"

"Eu gostei muito do meu mês vegetariano. Assim como parar de fumar, os três primeiros dias foram os mais difíceis de me manter longe das carnes. Nesse período, comer nada além de opções veggies parecia algo impossível. Porém, depois de variar os meus pratos e tentar coisas novas, eu comecei a curtir o desafio de cozinhar alimentos saborosos, além de me sentir feliz por não estar mais comendo animais. Não sei por que, mas depois de uma semana a ideia de comer galinha, carneiros e bois começou a me parecer bem esquisita.

Eu não precisava comer carne, e meio que gostava disso. Isso me fez abrir horizontes e conhecer comidas que eu nunca tentaria comer normalmente. Bom, e agora que o mês acabou? Posso dizer que entendo os vegetarianos muito melhor, e até quero permanecer na dieta sem carne. Isso vai depender de como eu vou reagir no próximo domingo em que jogarem um assado na minha direção..."

Quer tentar entrar no mundo do vegetarianismo também? Te ensinamos o caminho das pedras aqui:

E pra você que já é adapta à dieta:

by Ana Paula Sanches