Home / Bem-Estar / Saúde / No Brasil, 112 mil pessoas não sabem que estão infectadas pelo vírus HIV

Bem-Estar

No Brasil, 112 mil pessoas não sabem que estão infectadas pelo vírus HIV

by Ketlyn Araujo Published on 27 de janeiro de 2017

Cuide da sua saúde

Para fazer um teste de Aids, você só vai precisar gastar alguns minutos do seu tempo - e mais nada. Isso porque a consulta pode ser feita de forma anônima, e é totalmente grátis. Basta dirigir-se até um CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento – consulte aqui os endereços) ou procurar uma das unidades da rede pública de saúde da sua cidade - informadas através do 136, telefone oficial do Disque Saúde.

Mesmo assim, muita gente sequer chegou perto de fazer um teste de HIV desde que iniciou a vida sexual. Segundo dados do Ministério da Saúde, em pesquisa divulgada no fim de 2016, no Brasil, um total de 827 mil pessoas convivem com a Aids diariamente e, entre o grupo, 112 mil não têm nem noção de que estão infectadas.

Para o patologista clínico e diretor médico do Richet Medicina e Diagnóstico, Hélio Magarinos Torres Filho, muitas pessoas (em sua maioria, jovens) ficam expostas à contaminação quando têm relações desprotegidas. No entanto, elas acabam por não realizar nenhum tipo de teste. “Hoje, com apenas um exame é possível rastrear uma série de doenças ligadas a complicações durante a gravidez, infertilidade e câncer, como a uretrite não gonocócica, a cervicite por clamídias e a tricomoníase”, pontua o médico.

Por isso, leitora, cuide-se. A época mais crítica em relação à exposição de DSTs começa no final do ano e costuma ir até o fim do carnaval – ou seja, agora –, razão pela qual o Governo também intensifica suas próprias campanhas preventivas durante todo esse período.

Quer mais motivos para fazer o teste de Aids? Lá vai: “A grande vantagem é que, com apenas um teste, conseguimos identificar uma gama enorme de doenças. Assim, o tempo necessário para a identificação dos microrganismos diminui, e isso contribui para o tratamento mais rápido dos pacientes infectados e interrupção da progressão da doença”, explica Magarinos.

Como se proteger contra o HIV

  • Use camisinha em todas e durante todas as relações sexuais. Há risco de contaminação mesmo se o parceiro não ejacular.

  • ​O sexo oral também pede camisinha! Existe a chance de você contrair o vírus pela boca, principalmente se engolir esperma.

  • Utilize seringas e agulhas descartáveis.

Loading...

via GIPHY

Ainda não acabou! Só não vale esquecer a proteção, ok?

Veja também: Sexo no verão: lugares e posições sexuais para dias e noites QUENTES

Lugares para fazer sexo no verão © istock

Continue aqui!

Conheça 30 camisinhas muito loucas vendidas pelo mundo
É assim que um clitóris se parece!
O manual da pílula do dia seguinte
HPV, perigo silencioso e sexualmente transmissível
Mulheres preferem pênis maiores para sexo casual

taofeminino ​♥ Pinterest

by Ketlyn Araujo

você também vai <3: