Home / Bem-Estar / Saúde / No Brasil, 112 mil pessoas não sabem que estão infectadas pelo vírus HIV

Bem-Estar

No Brasil, 112 mil pessoas não sabem que estão infectadas pelo vírus HIV

by Ketlyn Araujo Published on 27 de janeiro de 2017
A-
A+

Cuide da sua saúde

Para fazer um teste de Aids, você só vai precisar gastar alguns minutos do seu tempo - e mais nada. Isso porque a consulta pode ser feita de forma anônima, e é totalmente grátis. Basta dirigir-se até um CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento – consulte aqui os endereços) ou procurar uma das unidades da rede pública de saúde da sua cidade - informadas através do 136, telefone oficial do Disque Saúde.

Mesmo assim, muita gente sequer chegou perto de fazer um teste de HIV desde que iniciou a vida sexual. Segundo dados do Ministério da Saúde, em pesquisa divulgada no fim de 2016, no Brasil, um total de 827 mil pessoas convivem com a Aids diariamente e, entre o grupo, 112 mil não têm nem noção de que estão infectadas.

Para o patologista clínico e diretor médico do Richet Medicina e Diagnóstico, Hélio Magarinos Torres Filho, muitas pessoas (em sua maioria, jovens) ficam expostas à contaminação quando têm relações desprotegidas. No entanto, elas acabam por não realizar nenhum tipo de teste. “Hoje, com apenas um exame é possível rastrear uma série de doenças ligadas a complicações durante a gravidez, infertilidade e câncer, como a uretrite não gonocócica, a cervicite por clamídias e a tricomoníase”, pontua o médico.

Por isso, leitora, cuide-se. A época mais crítica em relação à exposição de DSTs começa no final do ano e costuma ir até o fim do carnaval – ou seja, agora –, razão pela qual o Governo também intensifica suas próprias campanhas preventivas durante todo esse período.

Quer mais motivos para fazer o teste de Aids? Lá vai: “A grande vantagem é que, com apenas um teste, conseguimos identificar uma gama enorme de doenças. Assim, o tempo necessário para a identificação dos microrganismos diminui, e isso contribui para o tratamento mais rápido dos pacientes infectados e interrupção da progressão da doença”, explica Magarinos.

Como se proteger contra o HIV

  • Use camisinha em todas e durante todas as relações sexuais. Há risco de contaminação mesmo se o parceiro não ejacular.

  • ​O sexo oral também pede camisinha! Existe a chance de você contrair o vírus pela boca, principalmente se engolir esperma.

  • Utilize seringas e agulhas descartáveis.

Loading...

via GIPHY

Ainda não acabou! Só não vale esquecer a proteção, ok?

Veja também: Sexo no verão: lugares e posições sexuais para dias e noites QUENTES

Lugares para fazer sexo no verão © istock

Continue aqui!

Conheça 30 camisinhas muito loucas vendidas pelo mundo
É assim que um clitóris se parece!
O manual da pílula do dia seguinte
HPV, perigo silencioso e sexualmente transmissível
Mulheres preferem pênis maiores para sexo casual

taofeminino ​♥ Pinterest

by Ketlyn Araujo

você também vai <3: