Home / Bem-Estar / Fitness / TOP 9: Tudo o que você precisa saber sobre o Slackline e seus benefícios incríveis

© iStock
Bem-Estar

TOP 9: Tudo o que você precisa saber sobre o Slackline e seus benefícios incríveis

by Ana Paula Sanches Published on 4 de setembro de 2015
239 shares

Um esporte que trabalha corpo e mente ao mesmo tempo. Vem saber mais sobre ele!

Se o ditado popular diz que estar na corda bamba é algo ruim, aqui a situação é bem diferente: o Slackline caiu nas graças daqueles que buscam um esporte saudável para o corpo e a mente. Surgiu nos Estados Unidos, na década de 1980, com escaladores que aproveitavam seu tempo livre “brincando” de se equilibrar sobre seu equipamento.

O princípio do Slackline continua o mesmo de mais de 30 anos atrás – manter o equilíbrio do corpo sobre uma fita estendida acima do nível do chão. Os benefícios são vários: alívio do estresse, melhora da concentração, fortalecimento dos músculos... E aí, quer levar tudo isso pra sua vida? Então dá uma olhada no nosso top 9 com as informações essenciais para você se tornar a verdadeira rainha das fitas!

#1 Procure sempre ajuda profissional

Muitas pessoas acreditam que para praticar o Slackline basta comprar uma fita profissional, amarrá-la entre duas árvores e seguir as dicas dos milhares de vídeos que existem no YouTube, mas essa não é a melhor escolha a se fazer. “Há pouco tempo houve o caso de um garoto que morreu após cair da fita de Slackline e bater a cabeça no chão. Os vídeos da internet podem até dar boas dicas de equilíbrio, mas, e o que vem antes? E a parte da amarração? Se o nó for mal feito e estiver na altura errada, acidentes fatais como esse podem acontecer”, afirma o professor de educação física Anderson Matias, da Cia. Athletica (RJ).

Um professor de educação física ou instrutor de Slackline podem ajudar você a amarrar as fitas, dar dicas de equilíbrio e indicar a melhor hora de mudar a altura da corda para aumentar o desafio. Não tente substituir o auxílio de alguém competente por informações que você lê pela web.

#2 Escolha lugares de piso macio

O ideal é praticar o slack em lugares que tenham o piso fofo, como na praia ou em parques com bastante grama. Isso fará com que as quedas – que certamente ocorrerão – sejam menos dolorosas e minimiza as chances de lesões.

#3 Vá devagar

Não vá com muita sede ao pote: é essencial que você comece a praticar o esporte com calma, deixando a fita numa altura que fique no máximo nos joelhos e sem exageros. “Eu sempre digo que existem 3 passos que a pessoa deve seguir para conseguir praticar o Slackline: aprender a subir na corda, aprender a se equilibrar e só depois começar a andar”, diz Anderson. Segundo o professor, a dica é começar tentando se manter parada sobre a fita durante 10 segundos e aumentar gradativamente esse tempo. Só quando você se sentir segura o bastante é que poderá sair andando sem maiores problemas.

#4 Comece descalça

Algumas pessoas preferem fazer o slack de tênis, outras, descalças... O ideal mesmo é que você comece descalça, para sentir a fita e ter plena consciência de onde está pisando. Além disso, muitos tênis ficam um pouco frouxos no pé, o que pode atrapalhar na firmeza do caminhar.

#5 Se puder, use uma corda de segurança

Em algumas academias existe uma corda de segurança que, em caso de quedas, evita que você chegue ao chão e se lesione. A corda pode aguentar até 3 toneladas - ou seja, pode ser utilizada por qualquer pessoa que queira se sentir ainda mais segura para fazer o seu esporte. A corda fica amarrada num cinto, na região da sua cintura, e faz com que você fique pendurada quando cai da fita.

#6 Um macete de equilíbrio não faz mal a ninguém ;)

Ok, nós sabemos que manter o equilíbrio naquela fitinha não é a coisa mais fácil do mundo, mas a professora Fernanda, da academia Bio Ritmo (SP), tem uma dica de ouro para você: “Tente equilibrar o seu quadril e os braços. Quando o quadril for para um lado, jogue os seus braços para o outro. Dessa forma, você evitará quedas”.

#7 Prepare-se: você terá uma nova consciência corporal

Eis aqui o primeiro benefício da prática do Slackline: o ganho de consciência corporal. Como você terá que se manter em cima da fita, trabalhará áreas do seu corpo que você até então nem lembrava que existiam e perceberá a diferença em cada músculo.

#8 Força muscular, ativar!

Devido aos esforços, a força dos seus músculos aumentará muito com o slack, especialmente os das pernas, braços e abdome. Uhul!

#9 Tchau, tchau, calorias!

Segundo o professor Anderson, uma sessão de 1 hora praticando Slackline elimina até 400 kcal! Fala sério, é bom demais! E aí, que tal já correr atrás de umas aulinhas para você, hein!?

Mais esportes que só fazem bem:

HIIT: treino rápido, intenso e EXTERMINADOR de calorias. Você precisa conhecer!
O que o Pilates pode fazer pelo seu corpo
Sensualidade e força: revelamos tudo o que você queria saber sobre o pole dance
13 motivos que explicam por que a musculação é uma das melhores formas de se exercitar

by Ana Paula Sanches 239 shares

você também vai <3: