Home / Bem-Estar / Dieta / O que você precisa saber sobre a dieta hormonal

© We Heart It
Bem-Estar

O que você precisa saber sobre a dieta hormonal

by Ketlyn Araujo Published on 1 de abril de 2015
A-
A+

A fim de driblar as barreiras do tempo de um jeito natural, rápido e eficiente? A dieta hormonal promete mais energia, além de melhorar o humor e fazer você se sentir cada vez mais jovem. Trazemos agora tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Além de te ajudar a se alimentar de maneira correta, a dieta hormonal pretende colocar a sua vida no lugar, melhorando-a em aspectos como as horas de sono que você tem por dia, regulando os níveis de estresse e mudando sua perspectiva sobre o que é viver. Isso tudo porque os hormônios estão ligados a absolutamente tudo no funcionamento do nosso corpo.

Para ajudá-la a se familiarizar com os hormônios, parte tão essencial de nossas vidas, o especialista hormonal Daniel Sister, de Londres, nos deu dicas de como equilibrá-los para nos tornarmos as melhores versões de nós mesmas.

Envelhecer é um conceito amplo, e quando falamos em idade, temos de dividi-la em cronológica e biológica. A idade do seu RG é a cronológica e o seu estilo de vida e saúde do seu corpo são responsáveis por determinar a sua idade biológica. A idade cronológica é aquela que a gente não pode controlar. Entretanto, manter o controle da idade biológica só depende de você.

Pensamento positivo, sempre!

O corpo funciona como um espelho da alma: pensar de maneira positiva e tentar levar uma vida feliz são a chave para uma aparência leve e jovem. Pense: com quantos anos você se sente? Um estudo comprovou que sorrir regularmente é equivalente a eliminar dois anos da sua idade atual.

Comece pelas pequenas atitudes: mudar de “eu sou tão velha” para “me sinto ótima” dá bons resultados. Saia com pessoas mais jovens, comece um novo projeto, planeje novas metas para serem cumpridas... não há limite de idade quando o assunto é sua capacidade. Foque no que você PODE fazer e esqueça as dificuldades. Lembre-se que você só será uma mulher velha se se sentir assim.

Controle o estresse

Outro aspecto essencial da dieta hormonal é saber controlar o seu estresse. Ele tem muito mais impacto nos nossos hormônios do que imaginamos, por isso você precisa saber atingir o equilíbrio. Sister explica que tudo é uma questão de atitude. “Se você está disposta a administrar o estresse no seu corpo, você está fazendo a coisa certa. Lembre-se de que, apesar de ser ruim, às vezes ele é necessário, já que o ser humano precisa de estresse. Se você for capaz de controlá-lo, seu cérebro produzirá a quantidade ideal de DHEA (Desidroepiandrosterona), que funciona como um pré-hormônio que te ajudará a equilibrar todos os outros".

Meditar, ouvir músicas relaxantes, ir dormir cedo, tomar uma xícara de chá e dar risada são hábitos fáceis de incluir no cotidiano e que reduzem os níveis de estresse. Mais um motivo para ir ao cinema assistir àquela comédia em boa companhia, certo?

Ainda sobre estresse...

Sister afirma: "O estresse é capaz de determinar a sua idade pelo simples fato de tornar seu corpo cansado para exercer as funções naturais". Se você lida todo dia com uma carga exagerada de estresse, provavelmente correrá o risco de sua glândula adrenal ficar esgotada, forçando-a a produzir mais cortisol para que você possa lidar com o problema. Ao não cuidar dos níveis de estresse, a glândula sente cada vez mais dificuldade para produzir o cortisol, que fica em falta no seu corpo, dando a sensação de cansaço e fadiga.

Acredite se quiser: consumir um simples probiótico também pode ajudar a melhorar o estresse. Com a palavra, a nutricionista Natalie Lamb: “O estresse pode atrapalhar o funcionamento do seu intestino. A flora intestinal balanceada pode ajudar na resistência do seu corpo ao estresse”. Para melhorar o funcionamento do intestino é só consumir pelo menos um probiótico todos os dias.

Verifique sua rotina de sono

Garantir uma boa noite de sono nos faz sentir belas e dispostas. Mas ela é muito mais importante que isso: dormir mal pode trazer um péssimo impacto aos seus hormônios.

Se você conseguir manter uma rotina de, ao menos oito horas de sono diárias, os hormônios responsáveis pelo estresse e pela fome diminuem enquanto seu metabolismo e funções cerebrais trabalham. Basicamente, o sono “desliga” o estresse.

Sofre de insônia? Não se preocupe, há algumas coisas que funcionam para que você durma mais e melhor. Cortar a cafeína antes de dormir, evitar bebidas alcoólicas (aquela tacinha de vinho, mesmo que consumida 6 horas antes de deitar pode afetar seu sono), limitar a dose de fast foods, tomar um banho quentinho e ir se deitar cedo. Simples assim.

Engane a si própria para dormir! Consuma alimentos como peru e um pouco de arroz integral com vegetais.Seus picos de insulina irão diminuir por conta do arroz, deixando-a sonolenta e pronta para deitar.Graças ao triptofano, um aminoácido essencial encontrado no peru, seu corpo produz mais serotonina, causando relaxamento. Alguns snacks para fazer com, no máximo, uma hora antes de deitar: banana, bolo de aveia, kiwi ou algumas nozes.

Refaça a sua dieta

Sister afirma que os hormônios também são responsáveis pelo controle do metabolismo, que é como seu corpo se comporta em relação à queima de calorias e produção de energia. Ele pode estar baixo porque sua glândula adrenal chegou no limite de produção, por problemas de tireoide ou por ter muito estrogênio em seu corpo.

Todos os seus hormônios são feitos de colesterol. “Tudo começa pelo colesterol. Imagine que você tenha entrado em uma dieta que sugere que você não consuma nenhum tipo de gordura... isso não irá ajudar seus hormônios, portanto a questão não é sobre o que você não deveria comer (a não ser que você coma doces e tome refrigerantes todo santo dia) mas sobre o que você deveria consumir. Cortar gorduras da dieta nunca é uma boa coisa, pois precisamos delas. O que você precisa saber é quais devem ser consumidas e quais devem ser evitadas", explica o médico.

É simples: alimentos naturais e orgânicos, como abacate, gemas de ovos, óleo de coco, peixes como salmão, manteiga orgânica e nozes são permitidos. Eles oferecem os ácidos graxos essenciais para o nosso organismo e, de quebra, são fontes de vitaminas. Você não precisa comê-los todos os dias, mas tente inserir as gorduras boas em seu cardápio e terá bons resultados.

Sister recomenda também a ingestão de vegetais crucíferos, como brócolis e repolho, além da adição de alguns temperos aos pratos, como canela, açafrão, cominho ou alho e gengibre. Eles ajudarão a eliminar o estrogênio nocivo que, em altas quantidades, pode levar ao câncer de mama.

Fique de olho na malhação

Já foi comprovado que fazer exercícios físicos dá um boost na sua juventude e reverte sinais de envelhecimento. Entretanto, se você se esforça mais do que o seu corpo aguenta durante os treinos, é grave e muito prejudicial à saúde.

De acordo com pesquisas científicas, se exercitar regularmente pode te dar mais sete anos de vida, melhorar a saúde, equilibrar os hormônios e fazê-la sentir mais jovem, não só fisicamente, mas em níveis celulares também.

Quer mais? Os exercícios dão a sensação de saciedade, “desligando” os hormônios responsáveis pela fome temporariamente. Um estudo de 2013 da Universidade de Ciências Médicas de Morinomiya, no Japão, apontou que os níveis do hormônio intestinal, peptídeo semelhante ao glucagon (GLP-1), que ajuda a nos sentirmos satisfeitos, diminuíram após a prática de exercícios físicos por mulheres japonesas de meia-idade. Esse hormônio, em quantidades altas, é conhecido por auxiliar também na perda de peso. Deu até vontade de ir malhar!

Atividades físicas, além de todos os benefícios já ditos, previnem doenças, melhoram a nossa confiança e nos deixam mais espertas. Não fique parada! Caso trabalhe em um escritório, programe-se para para levantar a cada 20 minutos, a fim de que você não fique muito tempo na mesma posição. Entre para a turma de zumba da academia, saia para uma corridinha rápida pelo bairro com seu Ipod, mantenha a postura ereta! Qualquer esforço já dá bons resultados.

Apimente a vida sexual

Quando você ama seu corpo produz grandes quantidades de um neuro hormônio chamado beta- feniletilamina, que ajuda nos efeitos da dopamina, um neurotransmissor responsável por aumentar o bem-estar, o prazer e fazer você se sentir mais sexy do que nunca. Não há dúvidas do quanto nos sentimos vivas quando estamos felizes na cama.

O segredo para se sentir e parecer ótima? Faça muito sexo com seu parceiro(a)! De acordo com um estudo feito pela Universidade de Edimburgo, mulheres que fazem sexo regularmente (mantendo uma média de 4 vezes por semana) aparentavam ser de sete a doze anos mais jovens! Esqueça aquela consulta no dermatologista para aplicar Botox, é melhor investir em um novo sex toy.

A dieta hormonal é para todos e você não precisa ter uma certa idade para aderia a ela. O essencial é levar uma vida equilibrada. Dr Sister afirma: "A coisa mais importante é entender a diferença entre idade cronológica e biológica. Ninguém vai se importar se seu RG indica que você tem 75 anos enquanto aparentar ter 60!". Mantenha corpo e mente felizes e deixe que seus hormônios façam o resto do trabalho.

Continue com a gente:

Perca peso se divertindo! Os melhores hobbies para ter um estilo de vida saudável

Canela e mel: duplinha dinâmica para turbinar a dieta

O superdossiê da Vitamina C

ChiRunning: para correr sem esforço, nem lesões

Por que fazer exercícios de manhã é sua melhor escolha

by Ketlyn Araujo

você também vai <3: