Home / Bem-Estar / Fitness / 6 exercícios para relaxar (e queimar calorias)

© iStock
Bem-Estar

6 exercícios para relaxar (e queimar calorias)

by Juliana Vaz Published on 2 de agosto de 2016
A-
A+

A cura para os nervos não é (apenas) uma barra de chocolates

Após um dia estressante, onde você se joga: a) numa caixa de chocolates, b) no sofá ou c) na academia? Se você respondeu a opção “a” ou “b”, deveria considerar fortemente mudar os planos! De acordo com a Universidade de Boston, praticar 30 minutos de qualquer atividade física (até caminhada vale!) reduz a fadiga diária, melhora doenças respiratórias e estimula o metabolismo.

Comer doces e assistir sua série favorita, assim como praticar esportes, liberam endorfinas no nosso organismo, substâncias responsáveis pelos sentimentos de bem-estar e relaxamento. Logo, essas ações diminuem a irritação e o estresse de qualquer dia ruim. Mas, sejamos honestas: os exercícios físicos são os únicos a manterem esses benefícios a longo prazo. “Eles funcionam como uma válvula de escape para quem está sobrecarregado com uma rotina intensa. Contribuem para aliviar as tensões do dia a dia, diminuem a ansiedade e melhoram a qualidade do sono, diminuindo os níveis de estresse”, diz Juliana Mouffron Bittencurt, educadora física da rede de academias Smart Fit (SP). Ficou animada? Selecionamos exercícios que vão acabar com o nervosismo, acalmar a mente e, de quebra, queimar calorias.

Primeiro passo: postura do alongamento intenso (Uttanasana)

Uttanasana © jessamynstanley.com

Não há como evitar, o ioga é perfeito para diminuir o estresse. A postura a seguir é fundamental para preparar o corpo para as demais posições, além de ter benefícios, como o alívio de dores nas costas, no estômago e o alongamento da coluna e dos músculos posteriores da coxa e glúteos.

Como fazer? Com os pés paralelos, unidos ou afastados na largura do quadril, inspire e eleve os braços acima da cabeça, em direção ao teto. Expire, enquanto desce lentamente o tronco em direção às coxas. Mantenha a planta dos pés firmes no chão, a fim de distribuir o peso do corpo por igual. Tente tocar o chão com os dedos ou, se já tiver boa elasticidade, tente as mãos também. Os joelhos podem ficar um pouco flexionados, o importante é proteger os joelhos e não forçar demais a parte posterior das pernas – você sentirá aquele incomodo do alongamento, mas não ao extremo de doer.

Eleve os batimentos cardíacos com o polichinelo

Não há melhor maneira de elevar os batimentos cardíacos! De pé, abdômen contraído, pule afastando as pernas além da linha dos ombros enquanto levanta os braços acima da cabeça. Retorne à posição inicial. Repita por um minuto.

Acabe com a raiva: jab e direto!

Imagine que ao enfrentar um oponente no ring, se desequilibrar na hora da luta a levaria direto para o chão. Por isso, é necessário ter a base firme, ou seja, manter os pés firmes no chão e joelhos semiflexionados e pés separados um pouco além da largura dos ombros. Posicione uma perna um pouco à frente do corpo. Erga, levemente, o calcanhar da perna que ficou atrás. Se você for destra, usa a perna esquerda. Se canhota, a perna direita – sempre ao contrário da mão que usa para escrever. O pé que ficou atrás deve manter-se levemente flexionado. Isso por que, ao desfechar um golpe, seu lado dominante terá mais força e mais peso no impacto contra o adversário.

Como fazer? Lembra-se das brincadeiras de “lutinha” com seu irmão, e que sua mãe sempre corria para impedir? Agora você pode! Com posição correta, conforme explicado acima, feche os punhos próximos ao rosto. Dobre os dedos (o dedão fica para fora, “cobrindo” os demais). Agora, dê pulinhos pulos para frente e para trás (bem curtos, sem sair do lugar) e mova as mãos, simulando os golpes básico do boxe: jab e direto. Dê um soco no ar com o braço esquerdo e em seguida com o braço direito. Se for canhota, inverta. Faça por um minuto sem parar.

Bumbum definido com chutes laterais

​Afaste os pés na largura dos quadris. Contraia o abdômen e desloque seu peso para apenas uma das pernas. A outra sai do chão, levemente flexionada enquanto impulsiona os pés como se estivesse de fato chutando algo (se tiver um saco de boxe, ainda melhor). Tente manter o equilíbrio, se não conseguir apoie-se levemente na parede. Faça três séries de dez repetições para cada lado.

Agachamento com chutes

​Agora, dificultamos um pouco. Mas, não se assuste! Combinando os movimentos, o bumbum vai ficar durinho!
Com as pernas distantes uma da outra, alinhadas com o quadril, agache como se fosse sentar. O bumbum vai lá para trás, a coluna se mantém reta e o peito, projetado à frente. Faça uma vez, retorne à posição inicial e repita a execução dos chutes laterais. Faça três séries de dez repetições. Atenção para que seus joelhos não ultrapassem a ponta dos pés.

Abdominal + socos

Definir o abdômen e ainda estimular os braços? Sim! Deite de costas para o chão, flexione os joelhos e mantenha os pés no chão. Com os punhos a frentes do rosto, contraia o abdômen subindo em direção à suas pernas. Quando estiver em cima, de dois socos (jab e direto) sequenciais. Retorne a lombar no chão, sem encostar as escápulas nele. Esse é uma repetição, faça três séries de doze.

Pra finalizar: relaxe!

Deite de costas para o chão, deixe os braços ao lado do corpo e feche os olhos. Concentre-se apenas na sua respiração. Concentre-se em cada parte do corpo – dos dedos dos pés ao couro cabeludo. Pense nas sensações da pele, se sente frio ou calor. Permaneça alguns minutos assim. Abra os olhos lentamente, gire o corpo para o lado e comece a se levantar calmamente.


Apostamos que após esse treino cheio de desafios, seu nível de estresse vai diminuir – e muito!

Este texto foi escrito por @vazjuliana e editado por @gabrielamori.

Saiba mais sobre fitness e exercícios físicos aqui:

by Juliana Vaz

você também vai <3: