Home / Bem-Estar / Saúde / Exaustão é seu sobrenome? Listamos 17 razões que podem explicar tamanho cansaço

© iStock
Bem-Estar

Exaustão é seu sobrenome? Listamos 17 razões que podem explicar tamanho cansaço

by Monique Garcia Published on 18 de setembro de 2015

ZzzzZZZzzz... [ad infinitum]

O sono é tanto, mas tanto, que você poderia facilmente integrar o time de zumbis do clipe Thriller, de Michael Jackson, sem ser notada - e não há nada, nem uma xicrinha de café, que te faça pegar no tranco. Se identificou? No judgements, nós te entendemos! E estamos aqui justamente para ajudá-la a descobrir por que você se sente assim, cansadona, 24/7:

1. Tempo de sono insuficiente

O tempo de sono ideal varia para cada pessoa. Mas, se você anda dormindo apenas sete horas por noite e ainda assim se sente cansada durante o dia, é porque talvez precise de oito. Meio óbvio, não? Faça o teste: vá pra cama uma hora mais cedo por uma semana e observe a resposta do seu corpo. E também não deixe de ler Por que ficar acordada até tarde pode ser tóxico para a sua saúde.

2. Sono de má qualidade

Ok, você dorme tempo suficiente e, ainda assim, sente que um trator passou por cima do corpitcho. Será que o seu sono tem qualidade? Se acorda diversas vezes à noite, a resposta é não. O número de horas que você passa na cama nem sempre é igual ao que você consegue desfrutar de um bom descanso. Outra vilã é a apneia do sono, um distúrbio caracterizado pela interrupção da respiração durante esse período. Se você suspeita ser vítima do problema, visite um especialista: existem exames que estudam as causas das noites mal dormidas e que, a longo prazo, dão uma bela ajuda.

3. Carência nutricional

Se você anda excluindo carnes e leite do seu cardápio, por exemplo, é melhor ficar de olho nos níveis de ferro no sangue, já que essa deficiência nutricional pode causar fadiga. O mesmo vale para a vitamina B12: responsável por aumentar a energia do corpo, sua ausência faz com que se sinta tipo zumbi. Para checar se esses problemas estão ou não a afetando, peça ao seu médico para solicitar exames. Pular refeições em prol do emagrecimento também é uma péssima ideia - você precisa de energia, garota!

4. Desidratação

A desidratação causa diversos tipos de mal-estar - inclusive exaustão. Por isso, certifique-se de que você bebe água o bastante para que o organismo funcione melhor. Quando ele está carente de H2O, o coração é obrigado a trabalhar muito mais duro para transportar o sangue por todo o corpo, o que gera cansaço. Se você não é fã da bebida, a solução pode estar na água de coco, por exemplo. Se quiser se aprofundar no assunto, leia a matéria Energia de sobra, imunidade em alta... Saiba por que você PRECISA beber mais água!

5. Estresse

Se você está passando por uma fase difícil, há grandes chances de levar preocupações para a cama. Nossa sugestão é manter um diário em sua cabeceira, para que consiga registrar todas as angústias e depois, literalmente, deixá-las de lado.

6. Consumo excessivo de bebidas alcoólicas

Uma taça de vinho cai super bem antes de dormir, fato. Mas CINCO? Melhor ir com calma. O consumo exagerado de álcool pode, sim, causar uma baita bagunça no organismo e, de quebra, prejudicar sua noite de descanso. É que, no momento em que a substância começa a perder o efeito, o corpo "sai" do sono profundo e entra na fase REM (rapid eye moviment, ou movimento rápido dos olhos, em português), período em que fica leve - logo, é mais fácil de acordar. Deu pra entender por que você desperta após míseras horinhas de cochilo quando enfia o pé na jaca?

7. Falta (ou excesso) de exercícios físicos

A prática de exercícios fornece o boost de energia necessário para encarar a rotina - além de ajudar a dormir melhor à noite. Portanto, o ideal é colocar o esqueleto para funcionar, em média, três vezes por semana. No escritório, também vale se movimentar: experimente dar uma voltinha na empresa para espairecer e note a diferença que isso fará em sua produtividade. Lembre-se: imobilidade = sono. Em contrapartida, pegar muito pesado na malhação também não é nada benéfico - e a exaustão pode ser decorrente desse exagero. Seja gentil com seu corpo e tire alguns dias de descanso.

8. Problemas na tireoide

Tanto o hipotiroidismo quanto o hipertireoidismo podem resultar em fadiga. O exame de sangue é primordial para identificar esses possíveis problemas, tá?

9. Depressão

A insônia é um dos sintomas do mal do século. Nesse caso, seu psiquiatra pode recomendar métodos - ou prescrever medicações - para ajudá-la a dormir melhor.

10. Overworking

Continuar trabalhando após o fim do expediente não é uma boa ideia. Por isso, junto ao seu gestor, defina prioridades e prazos atingíveis. Se você é dona do próprio negócio, tenha mais cuidado ainda: há grandes chances de fazer horas extras sem perceber, já que não há uma carga horária estabelecida. A dica é elaborar um cronograma e segui-lo à risca. Não hesite em estabelecer um horário para desconectar-se.

11. Dificuldade em dizer "não"

Pare já de sobrecarregar-se! Tentar abraçar o mundo e bancar a multitarefas irá levá-la à exaustão e provavelmente lhe custará algumas horas de sono. Ajudar as pessoas é uma atitude maravilhosa, mas não se esqueça de reservar um tempo para cuidar de si mesma.

12. Internet até altas horas

Expôr os olhos à luz do celular, tablet e afins na hora de dormir é problema na certa: conseguimos prever daqui o cansaço que você sentirá no dia seguinte depois de ter enrolado uma porção de minutinhos nas redes sociais... Pior: esse hábito se torna um ciclo vicioso. Por isso, tente desligar todos seus aparatos eletrônicos uma hora antes de ir para a cama. Não é fácil, nós sabemos, mas vale a pena!

13. Doença celíaca

A intolerância ao glúten pode causar indigestão e, consequentemente, fadiga. Atente-se também à dores de estômago - esses sintomas devem ser investigados o quanto antes.

14. Diabetes

A doença provoca desequilíbrio no metabolismo, que pode resultar em desidratação. E é por essas e por outras que suas vítimas devem tê-la sempre sob controle. Fique de olho!

15. Mau uso de medicamentos

Usá-los excessivamente pode, sim, bagunçar o ciclo do sono. Consumir remédios inadequados o comprometem igualmente. Se você começou a se sentir cansada depois que seu médico prescreveu alguma medicação, por exemplo, saiba há chances de tal sintoma ser um de seus efeitos colaterais. Nesse caso, verifique com o profissional se é possível diminuir a dosagem ou substitui-la por outra similar.

16. Ar fresco e solzinho em falta

Se você passa a maior parte do dia trancada no escritório e só sai na hora de buscar o carro, atenção: há chances de estar faltando vitamina D nesse corpinho aí! Para reverter o quadro, procure caminhar durante o horário de almoço (nem que seja para chegar até aquele restô "gordo" favorito). Você terá mais energia para encarar o resto do dia... Sério!

17. Gravidez & filhos

Carregar outra vida dentro de você durante nove meses, ter crianças em casa... É totalmente compreensível que se sinta cansada o tempo todo. Em ambos os casos, a solução é arrumar um tempinho para tirar nem que seja uma breve soneca e renovar as energias. Se você já tem filhos (especialmente bebês), aproveite o momento que eles estão dormindo para fazer o mesmo.

Continue com a gente:

by Monique Garcia

você também vai <3:

por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino
por Redação taofeminino